quinta-feira, 30 de setembro de 2010

José María García: "Cruyff es un cáncer para el Barça"

Uma opinião curiosa do famoso jornalista espanhol José María García e que pode ser lida aqui

Sporting toma medidas drásticas no combate à crise de resultados e de finanças...

Perante um cenário de crise financeira e de resultados desportivos o Sporting Clube de Portugal decide uma tomada de posição forte para inverter o rumo dos acontecimentos. Não, Cristiano Ronaldo não vai deixar o Real Madrid para jogar pelo seu clube do coração, e não o Luís Figo também não vai regressar, novamente, ao futebol, e apesar de Paulo Futre ter dito que, mesmo com a sua forma física e a sua idade, se sente em condições de jogar pelos leões «pois se até o Maniche com aquela forma ainda joga...». O título deste artigo também não se deve à rotineira e tradicional chicotada psicológica (tenham lá calma, o seu a seu tempo...), nem à contratação do famoso «pinheiro». Não, não e não. A medida drástica, e que vai inverter toda a espiral negativa em que o Sporting se encontra mergulhado, é esta (por favor sente-se e respire fundo):  
O clube de Alvalade fez circular uma nota interna que proíbe a qualquer funcionário o uso de calças de ganga. 
Cá está como uma simples medida poderá fazer ressuscitar um clube moribundo. Do outro lado da segunda circular espreita-se a ver o que esta medida vai produzir no futuro próximo, aventando-se a possibilidade de proibir Jorge Jesus e Rui Costa de mascar chiclete gorila e de Luís Filipe Vieira comprar camisas na feira. Just in case...

Benfica baqueia na Alemanha... onde nunca venceu.

Apesar de todas as hipóteses estarem a seu favor, a agremiação Benfiquista foi derrotada em Gelsenkirchen, no Arena Auf Schalke, com penúltimo classificado do campeonato alemão. O Benfica iniciou bem o jogo, com transições rápidas que deixaram os Alemães em sobressalto, mas não aproveitou a intranquilidade natural do seu oponente. Na segunda parte a história foi outra, o Schalke ganhou confiança, sentindo que o oponente estava, também ele, fragilizado e com pouca confiança. Os erros de César Peixoto e David Luiz acabaram por ditar o vencedor do encontro. Saliente-se o facto de as exibições do defesa-central encarnado decaírem de jogo para jogo na justa medida em que a sua fama aumenta - um facto relativamente normal no mundo do futebol - mas que não deixa de ser um problema, grave, para Jorge Jesus resolver. Mais um. No capítulo da arbitragem, e à semelhança do que aconteceu com o Hapoel Telavive, o SL Benfica não apresenta razões de queixa, antes pelo contrário.  

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Guarda-redes erra e abandona jogo

Khaled Askri volta a ser protagonista pelas piores razão. O guarda-redes, famoso por ter festejado a defesa de um penálti, em que a bola acabou por entrar na baliza, deu um tremendo "frango" e, humilhado, abandonou o terreno de jogo. Veja o vídeo aqui: YouTube

Benfica com sede de Vitória

As águias jogam hoje para a 2ª Jornada do Grupo B da Liga dos Campeões, em casa do FC Schalke 04. O grande Benfica Europeu prepara-se para um feito inédito no seu historial - vencer um jogo de futebol na Alemanha, após 106 anos de história. Para isso vai contar com o melhor Roberto de sempre, está imbatível há uns assombrosos 277 minutos, justificado assim o camião TIR de euros que o SLB despendeu neste defeso. Não se deve esquecer, também, o péssimo início de campeonato por parte dos alemães que estão em penúltimo lugar da Bundesliga com somente 4 pontos em 6 jogos realizados.
A estes factores motivacionais devemos acrescentar mais um, talvez o mais importante. Foi no estádio Arena AufSchalk que uma outra equipa portuguesa, o Futebol Clube do Porto, alcançou um feito histórico e inédito no futebol português, no dia 24 de Maio de 2004, ao vencer categoricamente e sem qualquer margem de dúvida, a Champions League. Saberá o Sport Lisboa e Benfica capitalizar estes factores e honrar tanta história? Logo à noite saberemos a resposta.

A importante escolha de um guarda-redes.

Não é novidade para ninguém que o posto específico de guarda-redes é fulcral no futebol moderno. Um excelente guarda-redes valerá entre 10 a 12 pontos por campeonato, nesta contabilidade não devemos considerar somente as defesas importantes, mas também toda a tranquilidade que o mesmo transmite a toda a equipa, principalmente aos defesas. Já todos nós vimos "tremideiras" de grandes centrais que tinham como origem a pouca qualidade do dono da baliza. Nem é preciso irmos muito longe, e como estamos todos bem lembrados, não eram raras as vezes que víamos um fabuloso Ricardo Carvalho completamente à toa sempre que um cruzamento era feito na área de Portugal, sem saber se atacava a bola, cobria o adversário ou pura e simplesmente colocar-se na linha de golo. Vimos de tudo um pouco. O guarda-redes, claro, era Ricardo. 
Mas por vezes acontecem outros fenómenos não menos interessantes. Excelentes guarda-redes fazem com que os defesas se sintam extremamente confiantes conseguindo atingir performances muito boas. Um exemplo clássico, quando Peter Schmeichel chegou ao Sporting, na época 1999/2000, a defesa era composta por César Prates, Beto, André Cruz, Quim Berto. E para quem não se lembra, C. Prates e A. Cruz só chegaram em Janeiro, e no lugar deles jogava respectivamente Saber e Facundo Quiroga. Não há dúvidas que estes jogadores eram bons, sendo até internacionais pelos seus países, contudo com a presença de uma super vedeta, que tinha acabado de ganhar a Liga dos Campeões pelo Manchester United, conseguiram elevar o seu jogo a patamares que nunca tinham atingido (com a honrosa excepção de A. Cruz, que era já detentor de uma magnífica carreira). Nesse ano sobressaiu um jogador de quem se dizia que o Real Madrid estava completamente enamorado - Beto de seu nome - que sendo um bom jogador nunca tinha jogado tanto, nem no futuro jogaria tanto, como nessa fase em que era comandado por P. Schmeichel. Este guarda-redes valeu, nesse ano, o título de campeão nacional ao Sporting Clube de Portugal, terminando assim com um jejum que durou 18 anos. Na altura foi um quase milagre, por isso considero que Peter Schmeichel a maior contratação de sempre do Sporting, provavelmente até, a maior contratação de todos os tempos do futebol português. 
Sobre a importância dos guarda-redes estamos conversados, por isso lanço um repto, neste posto específico quem está em vantagem? 
Será o SL Benfica, que assumiu um grande risco e investiu forte num jovem guarda-redes com potencial. O SC Braga, que apostou num guarda-redes de valor confirmado e com alguma experiência do sempre difícil calcio italiano. O FC Porto que continua com um seguro e muito experiente Helton, tendo como reserva de luxo somente o melhor guarda-redes português a actuar em Portugal. Ou o SC Portugal, com um jovem com muitas potencialidades, mas já com um percurso marcado com algumas falhas, que tem como maior barreira precisamente aqueles que o deviam apoiar: os adeptos Sportinguistas.
Na minha opinião, neste posto específico, o Futebol Clube do Porto está em vantagem, seguido por SC Braga, SL Benfica e SC Portugal. E o leitor, o que acha? 

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Benfica vence Torneio das Vindímas

A equipa de voleibol masculino do Sport Lisboa e Benfica, comandada por José Jardim, venceu este domingo a 9.ª edição do Torneio das Vindimas, que se realizou em Lamego, ao superar o Vitória de Guimarães na negra. O resultado final foi de 3-2. A agremiação encarnada esteve a vencer por dois sets a zero, mas uma reacção aguerrida por parte do Vitória acabaria por resultar num empate a dois. Na negra o Benfica impôs-se e venceu por 16-14, conquistando assim o importante torneio. No final do jogo os atletas e adeptos do Vitória estavam visivelmente desolados, em contraste com as hostes Benfiquistas, o que era perfeitamente compreensível. No final do jogo os atletas e adeptos conviveram sem o mais pequeno ressentimento.
De realçar que não houve casos de arbitragem.

Francisco Costa: "Resultados não traduzem valor da equipa"


O Dirigente Leonino, Francisco Costa, concedeu uma entrevista exclusiva ao jornal Sporting - 7 meses depois de ter assumido o cargo de director de futebol leonino - onde garante que «continua a acreditar na equipa de futebol do Sporting e que, dentro em pouco, os jogadores leoninos vão mostrar aquilo que valem, dentro das quatro linhas.» Francisco Costa fala da mudança de mentalidade que teve de operar no balneário da equipa e faz um diagnóstico dos (muitos) pontos perdidos. O dirigente leonino não tem dúvidas que o Sporting deve: «Ganhar, demonstrar ainda mais agressividade e mais vontade de vencer. Não basta vestir a camisola do Sporting, não é suficiente serem bons jogadores, não é suficiente sermos considerados os melhores noutros clubes…». Para este dirigente dos leões os objectivos do Sporting desde o início do campeonato mantêm-se intactos: «Quem vem para esta casa, o primeiro pensamento que tem de ter é o de ganhar. Quando digo ganhar, não me refiro a vencer a todo o custo, mas, sim, a ser profissional, honesto, ter ambição e vontade de honrar esta camisola e de deixar os adeptos que vêm ao Estádio, satisfeitos e com vontade não só de encher Alvalade como de nos acompanhar noutros campos, em Portugal».
Falta agora, digo eu, que os jogadores do clube interiorizem esta mensagem. Caso tenham qualidade para isso...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Procurar na Bancada de Imprensa

Pesquisa personalizada

Número total de visualizações de página

SiteMeter

FeedBurner FeedCount

Page Rank

Subscribe via email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner