sábado, 27 de abril de 2013

Finalizando...

... Sempre que aqui vierem lampiões, não falo de Benfiquistas, serão remetidos para esta imagem:


Capela recebe um Muito Bom. Só?!

Então, mas o tipo em TODOS os lances de dúvida apitou SEMPRE a favor do Benfica, cumprindo assim com o plano à risca, e leva apenas um Muito Bom?!

Que injustiça!

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Cristiano Ronaldo vai anunciar algo «em grande»

Dizem, não sei o que é, que durante a próxima semana é bem possível que se saiba algo de muito importante relativamente a CR7.

Bom como sonhar ainda não paga imposto...

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Ausência do melhor defesa poderá ter ditado exibição negativa

O Benfica acusou a ausência do seu melhor defesa neste jogo das meias finais da Liga Europa com o Fenerbahçe, que diga-se de passagem poderia ter feito um resultado histórico. A sorte esteve do lado do Benfica (não é todos os dias que se falham penaltys e se tem bolas no poste...) e neste momento os encarnados continuam, legitimamente, a acalentar esperanças de chegar à final em Amsterdão.

Não há almoços grátis...

O que aconteceu no último derby é revelador do muito que ainda falta ao Sporting, para reassumir uma posição de destaque, no panorama futebolístico português. E não me refiro a questões técnico/tácticas... A questão da arbitragem é a batalha mais complexa e de sucesso difícil com que se confronta Bruno de Carvalho, na medida em que decorre do exercício do poder no nosso futebol. E nós sabemos como esse território está armadilhado e ocupado. Repartido, ao mesmo tempo que furiosamente disputado, pelo Benfica e FC Porto, sobrando alguns despojos para quem anda na linha e vai comer à mão, constituindo duas frentes antagónicas e em conflito permanente.

Oxalá Bruno de Carvalho seja capaz de ocupar um espaço que proteja o Sporting, que salvaguarde os nossos interesses, o que implica ousadia, sagacidade e coragem. E desenvolver uma política inteligente de alianças e de partilha de interesses, pois na área da arbitragem ninguém dá nada de borla. Conquista-se!

Essa conquista, obviamente, é de um espaço em todos estejamos tranquilos e saibamos que quando a equipa entra no relvado vai ser respeitada e não vai ser vilipendiada indecorosamente como aconteceu neste jogo com o Benfica, e nunca um favorecimento em causa própria.

terça-feira, 23 de abril de 2013

Casagrande usou doping quando jogava no FC Porto

Nem de propósito, quando se fala de batota no campeonato português eis que aparece um ex-jogador do FC Porto a assumir que usava doping no período que por lá passou. Curiosamente o campeão nessa época foi o SL Benfica.

Há dúvidas do que o futebol significa em Portugal?

segunda-feira, 22 de abril de 2013

A funçanata Benfiquista

funçanata

(função, na forma + funç- + -ata) 
   s. f.

Festa alegre e ruidosa.
=
FOLIA, FUNÇANADA, PÂNDEGA, PATUSCADA

O sistema virou a sul, se dúvidas houvessem a Capelada de ontem, que encosta qualquer Calabote a um canto, terá dissipado qualquer dúvida. Isto para mim não é surpresa, nem é esse o mote do post, a novidade, no meio disto tudo, é que os benfiquistas outrora tão críticos da arbitragem, agora já tecem loas aos árbitros. Desde o treinador aos comentadores, todos, sem excepção consideram que aquele no name, disfarçado de árbitro, fez um excelente trabalho. Concordo. O trabalho foi excelente e certamente que no final da época será bem recompensado.

Mas ah e tal são 37 pontos de vantagem; ah e tal foi um grande golo. E?

O resultado fica para a posteridade, mas isto também:

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Quem é o garoto?

Comunicado do Conselho Directivo do Sporting Clube de Portugal e do Conselho de Administração da Sporting Clube de Portugal – Futebol, SAD

(…)
Congratulamo-nos com o acordo alcançado, a vontade e esforço de todas as partes envolvidas para que o mesmo fosse bem sucedido. …
resulta desde já que o Grupo Sporting poderá retomar a sua actividade normal, nomeadamente fazendo face alguns compromissos financeiros prementes.
(…)
Salientamos que este acordo, negociado de raiz, permitiu alcançar em apenas duas semanas o que não foi alcançado nos últimos 17 anos.
(…)
Estamos agora em condições de poder colocar em prática o nosso programa
(…)
as negociações foram complexas, muito intensas, mas sempre com o máximo de profissionalismo e respeito.
(…)
a campanha de desinformação pública(…) visou, em nossa opinião, única e exclusivamente que o acordo não fosse alcançado.

Para o sucesso futuro do Universo do Sporting Clube de Portugal é determinante mantermos sempre a unidade e a coesão entre todos os Sportinguistas e uma compreensão clara da real situação do Clube e das necessidades prementes de mudanças e reformas profundas que têm desde já de ser efectuadas.
Queremos agradecer a solidariedade de todos os Órgãos Sociais do Clube em todo este processo, bem como o apoio fundamental de toda a família Sportinguista.

Para ler na íntegra: Link

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Sucking the marrow out of life doesn’t mean choking on the bone.

O momento actual do Sporting Clube de Portugal é delicado, concordo, e no entanto não estou minimamente alarmado, ao contrário de muitos Sportinguistas que, de forma legítima, admito, estão um pouco sem saber o que fazer ou pensar.

Ceder às pressões da banca e ceder o controlo da SAD e assim continuar com a excelente gestão desportiva e financeiro dos últimos, vá lá, 18 anos?
Ou resistir, porque estão fartos desta contínua humilhação proveniente de uma cambada de gestores de topo que acha que gerir um clube de futebol é como gerir uma conta bancária, onde o que interessa são somente os números? Mesmo que isso tenha outras implicações maiores.

Vamos por partes. Neste momento existe uma negociação entre duas entidades em que cada uma das partes pretende obter o melhor para si, naturalmente. Quem já alguma vez negociou, seja o que for, sabe muito bem que a chantagem é o último recurso e por norma rebenta da mão de quem a lança e tanto quanto se sabe a banca ameaça fechar a torneira.

Banca fecha a torneira. Contas estão cativas. Assim sendo o Sporting fica ingovernável, seja quem for o Presidente e sejam quem forem os investidores. Daí à insolvência é um passo e o passivo do Sporting à banca, 486M€ será um fardo bem pesado para estes bancos, bem como eventuais acções e movimentos sportinguistas de boicote a estes bancos, não subestimando os estragos que causarão na imagem dos mesmos. E o Sporting Clube de Portugal? Só terá um caminho, a refundação.

Banca coopera com o novo presidente do Sporting, que por sua vez abdica do controlo da SAD. Melhor do que antever este futuro será recordar os últimos 18 anos de gestão. Tenho dito.

Banca coopera com o novo presidente do Sporting, que por sua vez NÃO abdica do controlo da SAD, mas concorda com auditorias mensais. Este é o caminho. A banca não necessita de ter o controlo da SAD, até porque já deu mostras que não sabe gerir um clube de futebol, e pode sempre monitorizar todas as decisões desta direcção. É uma solução de compromisso, até porque uma parte não consegue sobreviver sem a outra. Naturalmente que como pessoas de bem que somos teríamos de amortizar parte da dívida à banca. E é aí que entra a parte desportiva. A fábrica de talentos é o que ainda nos dá alguma esperança e todos os anos teríamos, necessariamente, de ver alguma pérolas saírem para clubes com mais capital que o nosso. Isso teria de ser feito de forma sustentada e não da forma absurda que temos vindo a assistir, em que se vende passes de jogadores, ao preço da uva mijona, a fundos geridos por empresas de paraísos fiscais. Nem vender jogadores para pagar salários [e que afinal era mentira]. Isto são pequenos exemplos de gestão danosa. O que me leva ao último ponto.

Auditoria de gestão. Sim ou não. Relembro aqui uma citação de um filme que muito me marcou na minha juventude. O Clube dos Poetas Mortos.
In life there is a time for daring and a time for caution, and a wise man knows which is called for.

Já ouvimos o presidente, falta ouvir a banca...

Bruno de Carvalho falou e, como tinha dito no último post, a banca tirou mesmo o tapete ao novo Presidente do Sporting, eleito democraticamente pelos sócios. Se calhar convêm  reforçar esta ideia, este Presidente foi eleito DEMOCRATICAMENTE pelos sócios. Agora, pela via obtusa os banqueiros querem comandar a vida do clube. Obviamente não aceito esta tentativa de golpe palaciano.

Considero que há margem de a banca reaver o dinheiro investido, e eles sabem disso, mas o problema é... a auditoria às contas do Sporting. Aí, meus caros, é que reside o problema. Um problema bem maior do que os 400 milhões de dívida. Bruno de Carvalho parece não querer ceder à pressão da banca, mas se as posições se extremarem, e estão perto do disso, calculo eu [" se houver bom senso resolve-se depressa se não houver vai-se arrastar..." disse o Presidente] em breve vamos ter uma cisão irreparável entre Sporting e a Banca.

Se isso nos leva à refundação? Que seja, antes morrer de pé do que viver de joelhos!

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Um Sporting a preto e branco

Como previsto a banca puxou o tapete a Bruno de Carvalho, e este, neste momento pelo menos, não apresenta nenhuma solução que nos permita sair do buraco onde Godinho Lopes e seus antecessores, (nomeados pela banca...) nos colocaram. Isto é, ou o Presidente abdica do controlo da SAD (e a banca continua a sua "excelente" gestão desportiva e financeira) ou o dinheiro não entra e o Sporting acaba. De quanto precisa o Sporting neste momento? 70 milhões de euros, coisa pouca portanto. Entretanto faz-se o que se pode, mas não vai ser só a poupar em fotocópias a cores que vamos lá...

Honestamente não acredito que a Banca queira enveredar pelo caminho da insolvência do Sporting, afinal de contas sempre são 400 milhões de euros de dívida e sabendo-se, como se sabe, o quanto eles gostam de dinheiro, coloco esse cenário de lado.

Ao que parece tudo o que a Banca quer é que não se realize uma auditoria de gestão. Eles lá saberão porquê.

O que se sabe é que está agendada para hoje às 18:00h  uma conferência de imprensa, espero que o Presidente não vergue. O fim do Sporting está em cima da mesa, e no entanto...

A pornográfica aproximação entre Sporting e Benfica.

Jaime Marta Soares (PMAG do Sporting) defende uma aproximação entre os dois grandes de Lisboa. O máximo que concedo é isto:





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Procurar na Bancada de Imprensa

Pesquisa personalizada

Número total de visualizações de página

SiteMeter

FeedBurner FeedCount

Page Rank

Subscribe via email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner