segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Jorge Jesus, Rui Costa e o bom nome da agremiação

O Benfica tinha acabado de marcar o 2º golo, o da vitória frente ao Marítimo. O árbitro dá o encontro por terminado. Acto subsequente os jogadores do clube insular rodeiam o árbitro para manifestar a sua indignação por este não ter terminado o jogo mais cedo. Recorde-se que o jogo tinha 4m de desconto e acabou com 5.18m, estávamos portanto nos descontos dos descontos. 
[EDIT: Alertado pelo leitor atento, Sansão, corrijo que o golo foi obtido a 5'' do final do tempo de desconto. Link]

O acto, vulgar e característico do nosso futebol, redundou num outro que parece que se tornará também ele característico. Porque é já um acto vulgar. Jorge Jesus, numa espiral apoplética, algures entre a histeria e a epilepsia, corre em direcção a um aglomerado de jogadores Maritimistas simplesmente para os insultar e provocar. Um acto normal em Jorge Jesus? Sim, concordo, mas é um acto impróprio que deveria ser repudiado pelos superiores hierárquicos, no caso Rui Costa e Luis Filipe Vieira.

Contudo nem Rui Costa, que eu tomava como pessoa educada e moderada, escapa a esta verdadeira mancha numa agremiação que se quer fazer respeitar. Se nas outras vezes que se aventou a possibilidade de Rui Costa ser, ele próprio, o instigador de problemas, eu duvidei, desta vez tenho a lamentar que, o outrora Maestro, não tenha tido um comportamento adequado. Uma verdadeira lástima.

Creio que Luís Filipe Vieira, sempre prestes a defender o bom nome da agremiação encarnada, não deixará passar em claro este comportamento lastimoso dos funcionários Benfiquistas e, certamente, aplicará um correctivo correspondente à grandeza do clube a que preside. Isto para que os rivais não se riam sempre que for levantada a bandeira da dignificação do futebol português.

PS: Alguém consegue explicar o porquê de umas vezes, quando um qualquer jogador sai do terreno de jogo e vai comemorar um golo com o público, vê o cartão amarelo e outras não? O mesmo se aplica quando se tira a camisola. É que já não sei qual o critério, a existir algum...

PPS: O facto de um cartão amarelo afastar o jogador em causa do próximo jogo é somente um detalhe sem importância para o caso.

Futebolices do fim de semana: Jornada 21

Faltam 9 jornadas para o final deste campeonato e o clima entre os principais adversários vai subindo de tom...

O FC Porto obteve uma vitória importante em Olhão. Importante e categórica de uma equipa que, com Falcao e Álvaro Pereira, demonstra ser de uma enorme fiabilidade. Acrescente-se a esperança James Rodriguez, e que esperança, e obtemos o futuro campeão nacional. Com todo o mérito.

O SL Benfica construiu o resultado em 10 minutos finais. Num jogo impróprio para cardíacos, o resultado final acaba por ser justo e mantêm os encarnados com esperanças em revalidar o título nacional, embora poucas a avaliar pelos nervos no final do encontro...

O Sporting CP prossegue a sua via sacra. Num terreno difícil, e no meio de um nevoeiro intenso, os Leões uma vez mais baquearam. Podem-se queixar da sorte, de facto não me lembro de nenhuma equipa que acerte tantas vezes nos postes como esta, até de um penalty falhado e do mérito do GR adversário - um dos melhores da Liga. Ah, e 4ª feira joga contra o rival Benfica na Luz...
[EDIT: Acrescente-se que no lance do golo do Nacional, Mateus está em posição irregular. Também neste capítulo, arbitragem, o Sporting tem sido prejudicado durante esta época.]

PS: Jorge Jesus, a coberto de uma certa impunidade, continua a manchar o bom nome do clube que representa.

Jogador agride-se a si próprio!



Quando parar de rir eu comento!

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Where she is not...


"I hate to be where she is not, when she is not. And yet, I am always going, and she cannot follow."
- The Time Traveller's Wife


* I whish it was easier

12.000 jornais on-line num só site























A informação anda aí, para quem a quiser "agarrar". Às vezes perde-se mais tempo a organizar a mesma do que a analisa-la. Para evitar este "excesso de informação" (popularizado no termo Information overload) eu uso o excelente Google Reader, onde consigo catalogar e pesquisar os assuntos do meu interesse. Mas existem outras alternativas, como esta do Newspapers 24, onde se pode consultar 12 mil jornais on-line de todo o mundo.
Encontrar um jornal específico é bastante fácil por que o site é bastante organizado nesse aspecto e há várias maneiras de pesquisar. Podemos listar os jornais por países, por idioma, ou ainda, visitar as páginas dos maiores jornais do mundo. Dá para seleccionar também por cidade, nesta lista encontram-se os diários das 400 maiores cidades do planeta.

Uma proposta interessante e a explorar, siga o link e boas leituras.

José Alberto Carvalho vai ser o novo director de informação da TVI

Isto é quase como anunciar que o Messi vai para o Real Madrid... Pergunto se finalmente a informação - e não o espectáculo de horrores - vai, finalmente, chegar à TVI? Tenho sérias dúvidas até porque o conselho de redacção (CR) "pediu e espera que seja encontrada, rapidamente, uma solução", que "esteja em linha com a redacção da TVI e a informação que presta: independente, acutilante e irreverente".
Link

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Briosa

briosa
adj.
adj.
1. Que tem brio.
2. Generoso.
3. Fogoso.
Plural: ...osos (ó).

Briosa, a nossa vitória por 2-0 a uma das melhores equipas da Liga. Para além de inesperado, admito, foi também algo injusto. Mas este ano em que já nos aconteceu de tudo um pouco, até contratar um adjunto de adjunto de... Carlos Queiroz (medo...) nada como sentir uma lufada de ar fresco e renovar a esperança do pouco que ainda resta da temporada.

Briosa, também, a saída de Paulo Sérgio do comando do Sporting, mas aqui mais no sentido de 'Generoso', não é o que o tipo não teve vergonha na cara e cobrou mesmo a totalidade do contrato? Sim eu sei que é um direito que lhe assiste mas admito que, até pelo discurso de 'muito trabalho e esforço', que nesta hora Paulo Sérgio acabaria por dar uma pequenina chapada de 'luva branca'. Afinal pequenina foi a atitude demonstrada até ao final.

José Couceiro, o próximo a ser imolado em praça pública pela exigente massa adepta Sportinguista, é para mim uma excelente escolha. Tão acertada que penso que foi a melhor decisão de JEB e 'sus muchachos'.... O que é sintomático do trabalho desenvolvido por estes. José Couceiro poderá não ser uma solução a longo prazo, admito que não o seja independentemente dos resultados, mas neste momento será o garante de unidade do clube leonino. O futuro a curto prazo coloca enormes obstáculos ao Sporting, maiores do que o clube neste momento consegue ultrapassar, mas saibam os Sportinguistas unirem-se nesta fase e certamente que em breve veremos um Sporting pujante.

Para o bem do campeonato e para o bem do futebol nacional.

Ao Sábado: "He's being late, too late..."


[do meu amigo Catalão, e homónimo, Xavi Cardell]

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Benítez pisca o olho ao Sporting?

Era bom era...
Diz-se que Paulo Futre pretende Benitez para treinador leonino. Seria de facto uma escolha absolutamente acertada para o comando técnico do Sporting. Há apenas um pequeno detalhe, muito pequeno mesmo, que quase nem se nota:
Benítez está desempregado, depois de ter sido dispensado por Massimo Moratti, presidente do Inter, e procura retomar a carreira num clube que lhe dê garantias de um projeto sério e ambicioso. LINK
Naturalmente que, neste momento, este pressuposto não se verifica em Alvalade.

Uma aviso à navegação. Quem achar que os problemas se esbatem na troca de presidente/directores/treinador/jogadores antevejo muito sofrimento a caminho...

Sergantana


sergantana
(origem obscura)
s. f.
Reg. Lagartixa. [Ver imagem]

É nisto que o Sporting se transformou, numa inofensiva lagartixa, numa sergantana da vida de origem obscura. Inofensiva. 

A sergantana neste caso pode ser o Sérgio. O Paulo Sérgio. Que está «todo negro mas com vontade de apanhar mais» embora seja «...ingrato, injusto e doloroso».

Mas também pode ser o Costa. O Francisco da Costa. Que entre autoelogios «Couceiro vai resolver aquilo que eu resolvi: nada» se despede do clube do coração.

Também poderia ser o Bettencourt. O José Eduardo Bettencourt. O líder e 1º a abandonar o barco.

Os menos responsáveis, os jogadores e os adeptos, esses mantêm uma vontade de fazer o melhor possível. Isto é «pensar em segurar o terceiro lugar».

Entretanto perspectiva-se uma luta sem quartel, entre os 3671 candidatos a Presidente do Sporting CP, para saber que fica com os despojos...

O blog do Boronha foi assaltado por extraterrestres

Quem anda por estas bandas, a blogosfera, já deve ter ouvido falar do blog do António Boronha. Que tem opiniões muito fundamentadas, porque viveu nas entranhas do futebol português, e também, já agora, porque coloca umas gajas descascadas em alguns posts...
Leio os posts com atenção, mas raramente vou até à caixa de comentários. Foi lá que li um comentário de um tipo que se chama "Farfalho, o maltês" que me fez rir até às lágrimas pelo delírio demonstrado. Divirtam-se:

EXPLICAÇÃO FUNDAMENTADA AOS PEDINTES AZULES PARA CLARIFICAÇÃO SOBRE A INCOMPREENSIVEL PONTUAÇÃO DESTA LIGA.

AO VERDADEIRO LÍDER DO CAMPEONATO, O BENFICA, SÓ:
---NÃO MARCARAM 5 PENALTIS CONTRA A ACADÉMICA
---NÃO MARCARAM UM PENALTI NA MADEIRA SOBRE COENTRÃO
---NÃO MARCARAM NA MADEIRA UM PENALTI POR MÃO NA ÁREA DO NACIONAL
---MARCARAM UM LIVRE AO JAVI GARCIA QUE DEU ORIGEM A UM GOLO, QUE NÃO FOI
---NÃO MARCARAM 2 PENALTIS EM GUIMARÃES
---------------------------------------------------

VEJAM O QUE "PROGRAMARAM" PARA O CLUBE QUE, POR ISSO MESMO, AINDA VAI NA FRENTE

----DERAM NA NAVAL UM PENALTI QUE NÃO FOI E NÃO PENALIZARAM UM QUE FOI DE ÁLVARO PEREIRA
--------E VÃO 2 PONTOS A MAIS
----NO RIO AVE DERAM-LHE UM GOLO COM DUPLA FALTA ATACANTE E PERDOARAM-LHE DOIS PENALTIS DE ALVARO PEREIRA SEGUIDOS.....COM AMARELO PRÁ VÍTIMA
--------E 2 PONTOS A MAIS
----CONTRA O BRAGA FICOU POR MARCAR UM PENALTI NO ÚLTIMO MINUTO A FAVOR DO BRAGA
--------E MAIS 2 PONTOS A MAIS
----EM GUIMARÃES MAIS UM PENALTI POR ASSINALAR FEITO POR FUCILE SOBRE EDGAR
--------E MAIS 1 PONTO A MAIS
----NA MADEIRA UM PENALTI POR MARCAR POR MÃO DE ROLANDO, ABSOLUTAMENTE ESCANDALOSO, COM O APINTADOR A VER
-------E 2 PONTOS A MAIS
----CONTRA O SETÚBAL PENALTI SOBRE FALCÃO QUE NÃO FOI E PENALTI REPETIDO PORQUE ??????????
-------E MAIS 3 PONTOS A MAIS
----NA ACADÉMICA PENALTI NO ÚLTIMO MINUTO POR MÃO DE UM DEFESA A FAVOR DA ACADÉMICA
-------E 2 PONTOS A MAIS
----EM PAÇOS DE FERREIRA PENALTI DE ROLANDO POR MÃO NA BOLA E NADA E O JÁ FAMOSO PENALTI DA BOTA BOTILDE NUM DOS LANCES MAIS CARICATOS DA HISTÓRIA DO
------E 2 PONTOS A MAIS
-E O JÁ FAMOSO PENALTI EM AVEIRO DO MAIOR MERGULHADOR SEM ESCAFANDRO DO FUTEBOL PORTUGUÊS,
------E 2 PONTOS A MAIS

TUDO SOMADO 18 PONTOS (D-E-Z-O-I-T-O PONTOS A MAIS)

18 + 9 = 27 TIRANDO O AVANÇO 27- 8 = 19 PONTOS

NÃO ABRAM A BOCA DE ESPANTO, É VERDADE

O BENFICA DEVIA ESTAR NA FRENTE DO CAMPEONATO COM 19 PONTOS DE AVANÇO

DEPOIS DESTA EXPLICAÇÃO SÓ FAÇO DESENHOS.

Se quiserem passem por lá que, certamente, vão encontrar outros comentários de partir o coco a rir...

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

A defesa do Sporting no lance do 2º golo



Eu sei que o Rei vai nu, mas não há ninguém que ponha a mão naquele clube? Depois de ver aquele onze eu juro que pensei:
O gajo quer ser despedido...
Conseguiu? 

PS: quase que acertava nos prognósticos :)

Um golo deve chegar...

É este o meu palpite para os jogos da Liga Europa de hoje. Depois da passagem sofrida, mas inteiramente merecida, do FC Porto, registada ontem, o Sporting CP, SL Benfica e SC Braga se marcarem 1 golo passam. 
No caso dos Bracarenses, que considero que será o jogo mais difícil, 1 golo significará prolongamento e/ou penaltys. Acho que não será muito difícil marcar 2 golos...  
Prognóstico: SC Braga 2-0 Lech Poznan 

O Sporting CP à partida terá uma missão mais fácil, contudo, o Sporting deste ano já nos mostrou que as surpresas podem acontecer a qualquer momento. As informações que chegam de Alvalade é que o treinador Paulo Sérgio está a aproximar-se da equipa ideal. O facto de estarmos relativamente perto do final da época é um pormenor... Estou curioso para saber se Paulo Sérgio sabe que vai jogar contra o Glasgow Rangers e não o Celtic de Glasgow... .  
Prognóstico: Sporting 1-0 Glasgow Rangers 

O SL Benfica tem uma vantagem tangencial, mas que deverá ser suficiente para conseguir a passagem. O Estugarda (VfB Stuttgart) está em 17 e penúltimo lugar da Liga Alemã, mas não é essa a razão que atribuo favoritismo ao benfica. Na 1ª mão um leitor (MasterGroove) aqui da Bancada de Imprensa, lembrou e muito bem, as especificidades e competitividade deste campeonato Alemão. Na minha opinião o Benfica é favorito porque está a jogar um excelente futebol, mesmo que nunca na sua grandiosa história tenha alguma vez vencido na Alemanha, o que é estranhíssimo...  
Prognóstico: Estugarda 1-2 SL Benfica.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Ecstasy não parece provocar danos cognitivos

Investigadores financiados pelo Instituto Nacional para o Abuso de Drogas, organismo estatal norte-americano, defendem que as metodologias usadas para avaliar os efeitos nocivos do ecstasy no cérebro contêm falhas e garantem não ter encontrado qualquer diminuição cognitiva associada a esta droga. 
Bom, eu diria que os investigadores andam a abusar da pastilha. Mais aqui.

A 1 vitória de fazer história

A acontecer um triunfo hoje estabelecer-se-á um recorde nacional de vitórias internacionais numa só época. Recorde esse que pertence a... José Mourinho.  Neste caso vou concordar com os amigos Benfiquistas que dizem que a culpa é do Pinto da Costa. Concordo em absoluto. É o culpado por ter contratado André Villas-Boas quando o Sporting estava na dúvida (a sério depois de Mourinho não aprenderam nada?!). PdC tem culpa na contratação de Falcão, quando o Benfica andava a passear pela América do Sul sem saber o que fazer nas Pampas. É, PdC é o culpado, podem crer que sim.

Mas também existem outros "culpados", como André Villas-Boas - que eu já conhecia do tempo em que ele orientava a Associação Académica de Coimbra (OAF). Relembro aqui o que disse sobre ele e o FCP no dia 05.10.2010
Não está tudo perdido para os adversários, mas parece-me que vai ser difícil ombrear com este FCP. repara que no local onde o SLB foi derrotado o FCP, a jogar com 10 jogadores empatou e teve atitude de quem queria vencer. Não foi necessário recorrer a perdas de tempo. Como o SLB fez com o Braga.
Digam o que disserem este Porto está muito forte. Mas ainda não ganhou...
Este comentário pode ser lido aqui: Link

Prognóstico? FC Porto 2-1 Sevilha

Everything's fucked up, and nobody goes to jail!


Over drinks at a bar on a dreary, snowy night in Washington this past month, a former Senate investigator laughed as he polished off his beer.
"Everything's fucked up, and nobody goes to jail," he said. "That's your whole story right there. Hell, you don't even have to write the rest of it. Just write that."
I put down my notebook. "Just that?"
"That's right," he said, signaling to the waitress for the check. "Everything's fucked up, and nobody goes to jail. You can end the piece right there."

Aconselho a leitura integral do artigo, da Rolling Stone, poderemos encontrar aqui semelhanças incríveis com a realidade portuguesa. Link.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Quando os bloggers são plagiados...

Não são raras as vezes em que, navegando na net, vamos lendo textos de um blog atrás do outro e nos deparamos com textos copiados de outros sites. Mas não pensem que esta é uma práctica somente dos pequenos blogs. Não, não é. Por exemplo, a Bancada de Imprensa é um blog com pouca audiência - mas com óptimos leitores! - e já vi textos meus serem copiados para um site incomparavelmente maior que o meu, sem fazer uma única referência aqui ao tasco. O engraçado da história é que quando confrontei o autor do site ele perguntou-me "...amigo, tens forma de provar que o texto é teu?" Eh pá, vai mas é apanhar na bilha. Com o tempo fui me apercebendo que um grande número de artigos ou era copiado de blogues ou dos jornais desportivos, com um ou outro retoque. Segui em frente, sem me preocupar com isso, sabendo que os meus artigos volta e meia aparecem por lá. Não há links para esse site manhoso, mas é até fácil de saber qual é porque ocasionalmente, antes de criar a Bancada de Imprensa, escrevia para eles...

Bom, seguindo em frente, a novidade do momento é que há empresas a copiarem... bloggers. Sim, é estranho mas acontece. E a empresa em causa, Inditex, é só detentora de marcas como a ZaraBershkaStradivarius.

É, tem dias que a realidade supera a ficção. Link

Clássico perdido... antes de começar

Quando ontem apostei 50,00€ na vitória Sportinguista sabia perfeitamente que era uma aposta de alto risco. O mais certo era perder, mas poderia muito bem ter acertado. Para isso acontecer era necessário que de início as equipas estivessem em pé de igualdade. Ontem não estavam, esse desequilíbrio começou a desenhar-se antes do jogo, como tinha alertado neste post "Futebol Português: 3 pesos e 3 medidas".

Mesmo o jogo estando inquinado (adoro esta palavra aplicada ao futebol...) à partida, considero que o Sporting desperdiçou uma óptima oportunidade para se reerguer. As razões para a derrota Leonina são várias. Vejamos:
  1. A arbitragem. Antes do jogo e durante o jogo. O lance de João Pereira na área adversária foi invalidado por... fora de jogo. Poderia ser qualquer coisa, simulação por ex., mas fora de jogo nunca. Para mim era penalty. Por muito menos já foi assinalado a favor do Benfica, nos belos mergulhos de Fábio Mergulhão, perdão Coentrão. Óscar Cardozo deveria ser expulso por ter agredido André Santos com uma cotovelada. Ao que parece é uma constante neste jogador, que refira-se é um óptimo jogador. Não consegui confirmar, mas dizem-me que o lance do 1º golo teve origem num lance em não foi assinalada uma falta sobre um jogador Sportinguista. Confesso que este facto não posso confirmar porque não disponho da gravação do jogo. Se alguém conseguir confirmar, ou desmentir, esteja à vontade.
  2. Péssima preparação para o clássico. Um clube como o Sporting não pode ser gerido de forma tão amadora. Sabendo que o Benfica tem como principal arma um ataque e contra-ataque veloz, é inconcebível que apresente no onze inicial um jogador, Grimi, que vem de uma lesão prolongada. As alternativas eram poucas - sim, a exclusão cirúrgica de Evaldo do clássico também ajudou (ver ponto 1) - mas poderia muito bem ser contornada esta questão de outra forma. O mesmo se aplica ao jogador Cristiano. É inimaginável que um jogador recém chegado, sem ritmo de jogo e sem qualquer entrosamento com os colegas, seja titular num jogo desta magnitude. Não estou a colocar em causa o valor do jogador, que eu sinceramente não conheço, mas coloco em causa o bom senso do treinador Leonino.
  3. A sorte. Ou no caso, a falta dela. Ainda o jogo não tinha começado e já se registava uma baixa. O excelente jogador Daniel Carriço, este sim, grande jogador, estava lesionado e não iria jogar. No seu lugar entraria A. Polga (medo...). De uma assentada os leões perdem a voz de comando e a categoria do seu capitão e ganham... um enorme buraco nas suas fileiras... O 2º golo Benfiquista. Existe um provérbio brasileiro que diz qualquer coisa como... "quando se está na mó de baixo qualquer pássaro nos caga em cima". Foi o caso. Quando o Sporting procurava o empate, o resultado mais justo, o Benfica alcança o 2º golo.
Dito isto, que já deve dar que falar, não se pense que o Benfica não teve mérito na vitória. Teve, mesmo na forma pouco ortodoxa como acaba o jogo a queimar tempo, é a 2ª vez seguida que Roberto usa este artefacto. Não há ninguém que lhe diga que ele joga num grande clube?

Uma nota de destaque para quem não o merece. As claques afectas aos leões demonstraram, uma vez mais, que não são assim tão diferentes dos outros. Podem até não ter assassinado ninguém como a claque adversária, mas que são uma vergonha que deveria de ser banida, isso são.

PS: É impressão minha ou Carlos Martins está cada vez mais careca?

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Apostei 50,00€ na vitória do Sporting

Não sou muito de apostas, mas como fui desafiado a fazer um prognóstico, cá vai:

Sporting CP 1-0 SL Benfica

Sim, eu sei que:
1) O Sporting está a passar um dos piores momentos da sua história;

2) Os seus adeptos e simpatizantes, com as suas críticas ferozes, estão a ajudar a cavar a sepultura;

3) A equipa é fraquíssima, mal orientada, e acéfala (sem direcção);

4) O futebol demonstrado, na generalidade das vezes, é paupérrimo. E em casa este fenómeno acentua-se (haverá ligação ao ponto 2?);

5) O Grimi talvez jogue de início;
6) O SL Benfica está extremamente motivado e com vontade de colocar mais uns pregos no caixão Sportinguista.
Contudo a minha aposta, que parece irracional, continua a ser de uma vitória Leonina. Simplesmente porque hoje joga-se mais que um clássico, hoje joga-se o futuro de um clube. E, como acredito que as pessoas são inteligentes, vão aproveitar a oportunidade, quiçá a última, para todos juntos - adeptos incluídos... - recolocarem um grande clube no patamar onde ele deve estar: entre os melhores. 

PS: 50,00€ em cerveja a serem gastos no próximo sábado no Clube de Rugby... (os Erasmus estão convidados/as...)

sábado, 19 de fevereiro de 2011

The arch...



                  That arch definitely means something is going right.

Mário Wilson: A Associação Académica de Coimbra é uma coisa fantástica!

Mário Wilson, um dos nossos, numa deliciosa entrevista ao jornal i, onde se fala da Associação Académica de Coimbra, do Sporting Clube de Portugal, do Sport Lisboa e Benfica e muito, muito mais:

Pedroto sai da Académica a bem?
O adeus de Pedroto está intimamente ligado a um episódio fora dos relvados. O FC Porto foi jogar a Coimbra e ganhou [2-1, a 1 de Março de 1964]. Um jornalista escreveu que "o jogo já estava perdido antes de começar". O Pedroto foi ao café onde se reuniram os teóricos, viu o jornalista e perguntou-lhe: "Escreveu isto?" Ele respondeu: "Sim, porquê?" E o Pedroto deu-lhe um murro no queixo. 
(...) a Associação Académica de Coimbra é uma coisa fantástica. Uma experiência de vida extraordinária, cheia de valores individuais cativantes e vibrantes. Estou lá com os meus dois irmãos, um psiquiatra, outro radiologista. Instalo-me numa república, onde estava o Almeida Santos. Foi maravilhoso. 
Entrevista completa: Link 

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

A profecia de Jesus: «Estugarda deve estar assustado»

Low Battery

Jorge Jesus ainda não conseguiu perceber a diferença entre basófia e mind games. Por isso vai continuar a ser alvo de chacota.

Roberto é tão bom entre os postes como é mau fora deles. Faz-me lembrar o Ricardo, mas numa versão pior. Este não sabe marcar penaltys.

Fábio Coentrão tem tanto de bom jogador como de batoteiro. Merece a alcunha de Fábio "Mergulhão". Ah, e naquele lance, se fosse numa competição portuguesa, era marcado penalty, claro.

Javi Garcia, ao auto-excluir-se do jogo da 2ª mão, comprova que tens 2 amendoins no lugar dos neurónios.

Nico Gaitán é um excelente jogador, dá prazer vê-lo jogar. Como Carlos Martins, também, nota-se que eles têm escola futebolística.

Fraco Jara, depois da comemoração do golo, onde imita uma galinha, comprova que tem metade dos neurónios de Javi. E, portanto, o dobro dos de JJ.

---------------
O FC Porto demonstrou que é a única equipa portuguesa com estofo europeu. Mas continuo a achar que João Moutinho tem de apresentar outros argumentos. A jogar assim não tarda nada e é outro Hugo Leal.

----------------
O Sporting CP, a jogar com 3 trincos - ah grande forcado! - lá acabou por trazer um empate no jogo contra o Celtic. Ou terá sido contra o Rangers? Vendo bem as coisas, se o SCP se preparou para jogar contra um adversário e jogou contra outro, o resultado foi excelente. Mesmo que eles não saibam dar dois toques seguidos na bola...


----------------
O SC Braga, apesar da derrota, ainda tem boas perspectivas de seguir em frente. Possivelmente até mais do que outros...

---------------

Já tinha dito que JJ me diverte?

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Chinese Lunar New Year festivities


Participants perform a fire dragon dance at a temple fair celebrating the Chinese Lunar New Year in Beijing, China on February 6, 2011. (REUTERS/Grace Liang

Ex-capitão Benfiquista: "...o problema é falta de mística"

A entrevista do Jornal i ao ex-capitão Benfiquista, Fernando Meira, acaba por desmistificar a ideia que alguns Benfiquistas querem passar, que o clube ganha poucos campeonatos por razões extra-futebol. Não, a verdade é que o Benfica tem ganho poucos campeonatos porque tem sido um clube intranquilo e sem mística. Tem a palavra quem esteve nesses momentos e, portanto, fala do que sabe:

Com Toni passou a ser capitão. Como é que se sentiu nesse papel?

Senti-me bem, foi um orgulho, mas isso revela a instabilidade que se vivia naquela altura no Benfica. É quase impensável um jogador chegar a uma equipa e no ano seguinte passar a capitão. Tínhamos um plantel com menos qualidade que o Porto e o Sporting e faltava mística.

Isso também o convenceu a sair?

A melhor coisa que fiz foi ter emigrado para a Alemanha. Aprendi bastante numa equipa que tinha muita mística. Encontrei jogadores como o Balakov que me incutiram esse espírito. A disciplina na Alemanha também me impressionou, foi uma experiência fantástica.

A entrevista, que tem mais apontamentos interessantes, pode ser lida na íntegra aqui.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Futebol Português: 3 pesos e 3 medidas


Peso Pluma: Sporting. Paulo Sérgio foi expulso no jogo com a Olhanense: Pediu desculpa na conferência de imprensa. Resultado? Castigo de 1 jogo e 1.000,00€ de multa.

Peso Médio: FC Porto. André Villas-Boas foi expulso no jogo com o Vitória (de Guimarães): Na conferência de imprensa acusa o árbitro de "roubo" e um dia depois pede desculpa. Resultado? 250,00€ de multa.

Peso Pesado: SL Benfica. Jorge Jesus envolve-se numa cena de pugilato com um jogador do Nacional. Na conferência de imprensa diz que nada de especial se passou. Resultado? Nem 1 jogo de castigo, nem 1,00€ de multa.

Não sei se as coisas estão a ser feitas por outro lado, mas o que é inegável é que existe aqui uma disparidade acentuada para casos semelhantes.

Depois não se queixem que os estádios estão às moscas, enquanto nos blogs se degladiam argumentos...

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Bons comentadores de futebol precisam-se...

Quando estamos a ver um jogo de futebol, já todos nós nos interrogamos «...mas porquê que este tipo não se cala um bocadinho? é que apetece-me ver um jogo de futebol...» Pois, mas se Gabriel Alves já arrumou as botas, outros há, bem piores que estão no activo. Alguns parecem garotas histéricas, como o do último jogo Benfica vs Vitória, que não se calava com as fabulosas jogadas, e que insistentemente pedia ao realizador para repetir, que nem sequer se deu ao trabalho de comentar o fora de jogo mal assinalado a Edgar. O resultado nesse momento era de 2-0 mas poderia ser reduzido.

Não me interpretem mal, o Benfica ganhou e muito bem. com um excelente futebol, que é o que me interessa. como disse desde início, o Benfica que não arranje desculpas esfarrapadas e jogue o que sabe... agora já vai tarde.

Dizia, que o Benfica ganhou bem, o problema era a histeria do comentador. Inenarrável e intragável. Até para um Benfiquista. Gostava era que este texto, gamado daqui, fosse lido pelos ditos comentadores. Se eles pelo menos entendessem Inglês...

A ten-point plan for better commentators
~ Like referees, the best commentators are the ones that you don’t notice. Yet it seems to be ever harder to enjoy a game on TV without being distracted by the irritating foibles of the unseen mouthpiece at the microphone. A two-part feature on the Twohundredpercent website last weekend on the best ever football commentators highlighted what we already knew – the best voices go back to the 1960s and 70s, and are all now either retired or dead. I’m not one to moan, though, so in order to serve the game with some positive criticism, here’s a manifesto for up-and-coming commentators who’d like eventually to inhabit the legendary rhetorical territory of Peter Jones, Bryon Butler or Kenneth Wolstenholme.


1. Remember that the game is not about you. You need to do describe what is happening, not bombard us with your personality. We would like to know which player has the ball, for example. Pure, dry facts. Unless it’s a momentous, historical goal or incident, leave hysterics and excitability to the players and the fans. Take a step back from the action, because you are a neutral. Emphasise brilliance selectively and with sufficient distance to let the viewers celebrate without your interference.


2. Avoid using words that are out of their depth, and which in turn put you out of your depth. There are very few events in football stadiums that are genuinely tragic or disastrous. Save these adjectives in case something tragic or disastrous really happens. Maintain the necessary perspective by remembering that this is a sporting event, not a revolution.


3. Read and learn the laws of the game, every last one of them, so that when something unusual happens, you are prepared and come across as well informed (and you can correct your co-commentator, the ex-pro who should know the laws, but doesn’t).


4. Never cast doubt on a referee’s decision until you have seen at least one slow motion replay.


5. Signature catchphrases mark you out as annoying, not unique. Don’t use them, ever, even if your agent orders you to.


6. Don’t rehearse pithy, alliterated sentences for some possible outcome, like “It’s magical Messi, the messianic maestro!” We can tell, you know. And we hate you for it.


7. Stop second-guessing what Sir Alex or Arsène are thinking, as though you have some exclusive professional insight into their inner brains that is denied to the viewer or listener. We’ll take it as read that Sir Alex “will be less than happy” that United threw away a two-goal lead in injury time.


8. It’s OK to make jokes. Just make sure they’re original, clever and apposite, and don’t involve some infantile banter with your co-commentator about an open goal he missed two decades ago.


9. While we’re on open goals, yes, we know, he should have hit the target from there. We can see that from the replays from six different angles. At most, a laconic “Oh dear”, in the tradition of Barry Davies, will do.


10. Which brings me to your greatest asset – silence. Let the game and the crowd tell as much of the story as you do. With a little less effort, you could be one of the greats. Ian Plenderleith

The manager

“After one look at this planet any visitor from outer space would say: “I want to see the manager!””
 Willliam S. Burroughs

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Pergunta: O que faz falta ao Sporting?

Resposta: Agitar as coisas

    Out of control...


    I’m selfish, impatient and a little insecure. I make mistakes, I am out of control and at times hard to handle. But if you can’t handle me at my worst, then you sure as hell don’t deserve me at my best.

    Marilyn Monroe

    All that we see or seem, is but a dream whitin a dream (...)



    A Dream Within A Dream

    Take this kiss upon the brow!
    And, in parting from you now,
    Thus much let me avow-
    You are not wrong, who deem
    That my days have been a dream;
    Yet if hope has flown away
    In a night, or in a day,
    In a vision, or in none,
    Is it therefore the less gone?
    All that we see or seem
    Is but a dream within a dream.

    I stand amid the roar
    Of a surf-tormented shore,
    And I hold within my hand
    Grains of the golden sand-
    How few! yet how they creep
    Through my fingers to the deep,
    While I weep- while I weep!
    O God! can I not grasp
    Them with a tighter clasp?
    O God! can I not save
    One from the pitiless wave?
    Is all that we see or seem
    But a dream within a dream?

    Edgar Allan Poe
     



    domingo, 13 de fevereiro de 2011

    Entrevista con un militante anarco-comunista en la Plaza Tahrir, El Cairo

    Sem me ter apercebido, com o tempo, fui criando aqui umas regras na elaboração dos artigos.  Quando rebentou o caso Wikileaks a blogosfera desatou a escrever artigos sobre Julien Assange (este nome é possivelmente o nome mais enjoativo que alguma vez ouvi). Possivelmente terei sido o único blog que não embarcou nessa overdose generalizada de "fugas de informação". Meus amigos, já antes tinha havido um garganta funda que deu bem mais que falar. Gostei, também, das teorias que afirmavam que a partilha de informação colocava em causa a segurança mundial. Reparem bem que não era no perpetrar de certos actos, alguns deles eu catalogava-os de atrocidades, que residia o problema, mas sim na sua divulgação. Um perfeito delírio colectivo.
    Quando Carlos Castro foi assassinado por Renato Seabra recebi imensas visitas, directamente do Google, onde estas palavras figuravam na pesquisa. E eu nem uma só linha tinha escrito sobre este assunto. Não escrevi, nem fiz piadas, porque simplesmente são assuntos que nada acrescentam. Passei, portanto, mais uma vez ao largo do assunto mainstream.
    Agora o que está a dar é o conflito no Egipto. Não sei porque carga de água, mas o Google continua a direccionar para aqui pesquisas que eu nem sequer abordei. Não abordei até agora, porque esta entrevista com um anarco-comunista deve ser lida com atenção, até porque, estes conflitos, estão a acontecer aqui tão perto... 
    Fica aqui um importante excerto:


    ¿Cuál es su nombre y a qué movimiento pertenece?

    Soy Nidal Tahrir, de Bandera Negra, un pequeño grupo anarco-comunista de Egipto.
    (...)
    ¿Qué cree que ocurriría la próxima semana? ¿Cómo afecta la posición adoptada por los EEUU la situación en Egipto?

    Nadie sabe lo que ocurrirá mañana o la próxima semana. Mubarak es un necio, un idiota, y los medios egipcios están realizando la campaña más impresionante de toda la historia para detener las manifestaciones que se han planificado para este viernes 4 de Febrero. Están llamando a una nueva marcha de un millón de personas hacia Tahrir, la cual ha sido denominada el “Jumu’ah de la Salvación”. La posición adoptada por los EEUU nos afecta más que las manifestaciones. Mubarak es tan traidor, que es capaz de asesinar a todo el pueblo, pero es incapaz de decir “no” a sus amos.

    Portuguesas são as mais satisfeitas com a vida sexual

    Obrigado, eu faço o que posso...

    sábado, 12 de fevereiro de 2011

    Conselho a todos os Sportinguistas...

    ... perante o cenário actual, recomendo que se respira fundo...

    E sai mais uma tese de doutoramento...


    A notícia já tem algum tempo, mas a pertinência do assunto mantêm-se. Já todos sabemos que o Ensino em Portugal está ferido de morte, isso é inegável, mas aquilo que para mim constitui uma novidade é a fraude verificada na obtenção do grau de Doutoramento. Não me interpretem mal, mas uma tese de doutoramento não é para todos. Ou pelo menos não da maneira como eu a preconizo: deve ser cientificamente relevante, pertinente na abordagem, inovadora sempre que possível, única, com relevância para a comunidade e de impacto assinalável na mesma (seja a curto ou longo prazo) entre muitos outros parâmetros que são logo definidos à partida. Pelo menos na Universidade de Coimbra.
    Sim isto dá trabalho, imenso trabalho de estudo e concentração. Muitos fins de semana com a cabeça "mergulhada" nos livros, pouco descanso, muita melancolia naqueles dias que queríamos ir para o Rugby e no máximo desfrutava do som abafado das vozes que se divertiam...

    E aqueles momentos em que a TM teve de suportar em que o meu pensamento vagueava pelos próximos capítulos? E todos aqueles pensamentos abstractos? E as tentativas e erros sucessivos de se tentar provar algo? E as horas intermináveis com quem me ajudou e orientou?
    Acrescente-se, no meu caso, a dificuldade de me expressar numa língua que não é a materna - sim estou cá há mais de 15 anos, mas continuo a processar todo o pensamento em Basco (Euskara) e não são raras as vezes que ao escrever misturo os idiomas.
    Terá isto tudo valido a pena? Pergunto-me como é que é possível que nenhum professor tenha conseguido descortinar a enorme trapaça que estava a ser cometida? Se é incompreensível que alguém sem escrúpulos, e já agora sem capacidade para fazer melhor, tenha optado pela via da ilegalidade, o que dizer dos professores da Universidade do Minho? Serão eles tão incompetentes ao ponto de não conseguirem desmontar o "esquema" ou serão coniventes com o mesmo?

    Sabem, é que existe todo um universo paralelo na obtenção deste e de outros graus académicos. Há distância de um clique, e de uma bolsa recheada, porque mesmo a trafulhice tem um preço que pode chegar aos 50 mil €!
    Sai uma tese de doutoramento?

    St. Pauli. Acabou-se o striptease na 1. Bundesliga

    Este é o título desta crónica de Rui Tovar no jornal i. Rui Tovar que é, muito provavelmente, o melhor jornalista desportivo português merece bem que quase semanalmente faça aqui uma referência a um dos seus artigos.


    St. Pauli. Acabou-se o striptease na 1. Bundesliga


    Os adeptos do clube alemão que levavam os filhos menores queixaram-se dos shows numa sala VIP do estádio e ganharam o braço-de-ferro

    Há clubes diferentes, uns por convicção outros por imposição. O Barcelona, por exemplo, pertence à segunda classe, com o slogan "mais que um clube". O Athletic Bilbao, outro exemplo, nunca contratou um jogador que não fosse basco, fosse ele espanhol fosse francês (como Lizarazu, e já este sofria na pele as ameaças da ETA). Esqueça isso e ponha os olhos no Sankt Pauli. Isso, agora até já pode olhar à vontade e tudo. Hoje não vai haver striptease no Estádio Millerntor, por ocasião do St. Pauli (15.o classificado)-Bor. M''Gladbach (18.o e último).

    E quando se fala de striptease não é striptease técnico-táctico, como se vê amiúde por essa Europa fora, com os treinadores a tirarem a gravata e o casaco no decorrer do jogo. Não, isso não é nada. O striptease do St. Pauli era mesmo striptease. Mas vamos por partes. O St. Pauli é um clube diferente. Por convicção. O clube é de Hamburgo (o último dérbi foi adiado a semana passada por receio de confronto de claques), de um bairro portuário, um dos mais decadentes da cidade, famosíssimo pelas sex shops e pelos bordéis. Mas isto são detalhes. O St. Pauli é o clube mais sui generis do mundo porque o símbolo é uma bandeira pirata, em oposição ao establishment capitalista, a música do estádio é o "Highway To Hell", dos AC/DC (as alternativas são... isso mesmo, bandas alternativas como Bad Religion, Asian Dub Foundation e Turbonegro), há uma alínea dos estatutos que proíbe adeptos fascistas e racistas, o presidente é abertamente gay (Corny Littman é director de um teatro, casado com um tunisino e não percebe nada de bola) e o patrocinador é uma loja de produtos eróticos, que fez mais de 200 mil preservativos com o símbolo do clube. É também o clube com mais sócias do mundo. E o poder delas é enorme, numa alusão a terem obrigado o clube a retirar os anúncios de uma revista masculina do estádio, considerando-os uma ofensa às ditas cujas. Elas mais eles é uma mistura explosiva, no campo (a média de espectadores era de 15 mil por jogo, quando o St. Pauli vagueava pela 3.a divisão, onde a média era... 200), e fora dele também.

    Há dez anos o St. Pauli alugara um dos palcos VIP do estádio à Susis Show Bar, uma das múltiplas empresas de espectáculos eróticos do bairro do clube. E a intensidade/qualidade do show intensificava-se consoante o rendimento da equipa durante os 90 minutos (ou 120, em caso de jogos da Taça da Alemanha). Tudo a olho nu, porque a sala VIP tinha vidros duplos, sim senhor (desculpe, sim senhora), mas todos os espectadores podiam ver o que se passava lá dentro. Escusado será dizer que os espectáculos atraíram um número considerável de novos adeptos ao estádio. E escusado será dizer que os pais que levavam os filhos menores aos jogos se insurgiram contra a situação. A discussão arrastou-se por uns meses e o clube achou por bem dar razão aos protestos e fechou a sala VIP. Agora não há mais espectáculos (eróticos) para ninguém. A partir de hoje, quem quiser vê-los vá à Susis Show Bar. Hããã perdão... vá ao estádio. No estádio é que há espectáculos. Onze contra onze e tal...

    sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

    “Mona Lisa é um homem”, dizem peritos italianos

     
    A Mona Lisa, de Leonardo Da Vinci, não pára de intrigar. Desta vez, há quem defenda que quem se esconde por detrás do enigmático sorriso é um jovem que trabalhou como assistente do mestre do Renascimento. No final do ano passado, um grupo de investigadores revelou a descoberta de símbolos nunca vistos na pintura: Uma letra “L” num dos olhos; a letra “S” no outro, para além do número 72: “O 72, na tradição judia é o nome de Deus. 72 são os profetas e 72 os discípulos de Cristo no Novo Testamento”, refere o presidente do Comité italiano para a Valorização dos Bens Históricos. Segundo Silvano Vincente, autor desta tese, quem serviu de modelo a Mona Lisa foi Gian Giacomo Caprotti, conhecido como Salai, que terá tido com Da Vinci uma relação, dita, ambígua. Vincente defende que as letras “L” e “S” são as iniciais de Leonardo e Salai. Todas estas revelações deixam os peritos do Museu do Louvre, onde a pintura se encontra, bastante cépticos.

    Fonte: euronews

    Travel fantasy: The Hudson Valley (*)

    Crikey, how rad is this rental house in the Hudson Valley? It's only 2.5 hours from New York City, and the property has three bedrooms, a claw-foot tub, heated towel racks (!), an apple orchard, and a sauna. It would be such a fun weekend escape.









































































































































































    (*) Greetings from TM

    Palavra do dia: Engalgar

    engalgar
    (en- + galgo + -ar)
    v. tr.
    Venat. Mostrar (a lebre) aos galgos.
     
    A propósito disto

    quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

    Thomas Noguchi. O médico legista dos famosos



    Alguém consegue imaginar o cadáver de Marlyn Monroe, esta beleza aqui retratada? Eu não. E sou médico. E já vi muitos cadáveres.  Quem não teve problema algum em o ver e autopsiar foi Thomas Noguchi, o também chamado de médico legista dos famosos, que editou um livro este fim de semana em Espanha "Cadáveres Exquisitos" (Editora Global Rhythm Press).


    Nesse livro é publicada esta imagem que mostra a actriz no seu leito de morte após ter ingerido o poderoso Nembutol, do qual era consumidora habitual. Os primeiros resultados da autópsia feita por Noguchi alimentaram teorias da conspiração ao longo dos tempos: o estômago de Monroe estava vazio, o que pode querer dizer que as drogas foram injectadas. O médico japonês reportava também uma "pequena equimose no lado esquerdo da região lombar" que "poderia indiciar violência" e que "passou despercebida na investigação".

    No livro, o médico legista conhecido pela sua indiscrição não poupa pormenores (nem sequer fotografias) das mortes polémicas dos famosos que lhe passaram pelas mãos. Robert Kennedy, Sharon Tate, William Holden, Natalie Wood e Janis Joplin são alguns deles.

    Do homicídio de Sharon Tate, Neguchi escreveu "Nunca na minha carreira tinha visto tal crueldade" a propósito do cenário sangrento em que encontrou o cadáver da actriz Sharon Tate e de mais três pessoas brutalmente assassinadas pela seita de Charles Manson em 1969. "A vítima mais desoladora era Sharon Tate porque estava grávida. Jazia com as pernas dobradas sobre o estômago, como se tivesse tentado proteger o filho."

    O polémico Thomas Noguchi, que agora tem 84 anos, revela que encontrou fuligem no cabelo de Robert Kennedy e que "o disparo foi feito a curta distância" levantando a possibilidade de existir outro atirador além de Sirhan Sirhan. Mais um bom argumento para quem gosta de teorias de conspiração.
    As revelações sobre outras autópsias como a de Janis Joplin confirma o que já se sabia, a artista morreu de overdose de heroína, depois de consumir droga "mais pura do que aquela a que estava habituada". Já o actor William Holden tropeçou e bateu com a cabeça numa mesa depois de beber uma garrafa e meia de vodka. Bêbado, não se apercebeu que o golpe de 7 cm lhe causaria uma hemorragia fatal.

    A primeira edição deste livro, que eu espero ler em breve, chegou às livrarias em 1987, mas somente agora foi traduzido para Castelhano.

    quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

    Palavra do dia (09.02.2011)

    filáucia
    (grego philautía)
    s. f.
    1. Respeito que cada qual tem de si mesmo, da sua dignidade. = amor-próprio
    2. Excessiva confiança ou orgulho exagerado em si próprio. = jactância, presunção
    3. Atitude de quem se gaba de si próprio. = bazófia, fanfarronice
     
    A propósito disto
     

    La izquierda 'abertzale'

    Rufi Etxerria e Iñigo Iruin, en un momento de la presentación del nuevo partido de la izquierda abertzale en el Euskalduna. (Rafa RIVAS/AFP)

    La nueva Batasuna rechaza "la violencia o la amenaza en cualquier forma", incluida la de ETA. El líder de la izquierda abertzale Rufi Etxeberria ha presentado hoy los estatutos del nuevo partido con el que pretenden reengancharse a la vida política. Tal y como adelantó EL PAÍS el pasado sábado, este rechazo ha incluido específicamente a la organización terrorista ETA. Etxeberria ha asegurado que este paso "no es prestar un disfraz a ETA" sino que está ligada a "un punto de inflexión". Fonte: El País

    Tal como tinha previsto neste post, os partidos políticos Bascos demarcam-se cada vez mais da organização separatista Euskadi Ta Askatasuna (ETA). Saúdo esta mudança de agir, mas temo que a mesma se prenda somente como um subterfúgio para se apresentarem às eleições... Mais informações aqui e também aqui

    Aproveito para dizer que eu condeno a violência.

    Fonte: Kaos en la red

    segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

    Pequeno paraíso...

    ... mesmo à entrada do Deserto do Nevada.



    Não é por acaso que esta é uma zona muito requisitada até por seres de outros planetas...

    André Moreira Neles: Ex-Benfica, ex-cocainómano, cantor de gospel, guineense e distraído

    Lembra-se deste jogador? Provavelmente não, mas aconselho a leitura desta breve entrevista ao Jornal i, e da qual deixo aqui um excerto divertido, porque vale sempre a pena sorrir:

    Você protagonizou também um episódio, considerado o episódio mais louco do futebol paulista no ano passado pela Globo Esportes. Entrou enganado no hotel do adversário... Como foi?

    Bom, às vezes acontecem umas coisas meio sobrenaturais comigo, acredita? O Botafogo de Ribeirão Preto ia jogar com o São Caetano. Eu sabia que estávamos hospedados em São Bernardo do Campo, pertinho de São Caetano do Sul. Fui ter ao hotel pelos meus próprios meios, disse que era do time e fui entrando no quarto. Quando lá cheguei estava um zagueirão do São Caetano no meu quarto. Acredita?

    ...?

    "O que é que você ''tá fazendo aqui, mano?'', perguntou ele, chama-se Anderson Marques. ''O seu hotel é mais abaixo!'' Era logo ao lado, de facto, não errei por muito. Bom, foi uma risada. Atravessei a sala de jantar onde os caras do São Caetano estavam. Pensei, eu estou doido ou mudei de time... Mas não ficou por aí.

    Então?

    No jogo falhei um penálti decisivo aos 90+4'', atirei no poste. Também quem erra hotel erra penálti, né (risos)? Mas houve mais ainda.

    O quê agora?

    No jogo do primeiro turno fiz um golo no São Caetano, lá em Ribeirão. Corro feliz da vida a comemorar e abraço o treinador. Mas não era o meu, era o deles, o Roberto Fonseca! Parece brincadeira. Eu sou assim, despistado.

    sábado, 5 de fevereiro de 2011

    sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

    Hoje lembrei-me do meu 1º carro...

    Era simples mas potente, consumia mais gasolina do que aquela que eu poderia pagar e tinha uns faróis dianteiros lindos.




    País Basco: Somos mesmo um país diferente

    Enquanto em toda a Espanha, e já agora em Portugal e muitos outros países da Europa, os índices de produtividade baixam e o desemprego aumenta, no país Basco, mesmo com parcos recursos e colocados tantas vezes de parte, conseguimos operar pequenos milagres. Como este.  

    La producción industrial aumenta en Euskadi un 0,9 por ciento durante 2010

    La producción industrial ha aumentado en el País Vasco un 0,9 por ciento durante el pasado año, el mismo incremento que se ha registrado en el conjunto del Estado, según datos hechos públicos por el INE.
    La producción industrial aumenta en Euskadi un 0,9 por ciento durante 2010
    En el conjunto del año, un total de diez comunidades autónomas han experimentado un incremento de la producción industrial, siendo Cantabria (7,8%) y Navarra (7,2%) las que han registrado mayores subidas.
    En el mes de diciembre, la producción industrial ha aumentado un 3,7 por ciento, mientras que en el conjunto del Estado el incremento ha sido menor (+0,5%).

    Fonte: 20minutos.es

    quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

    Google Art Project, uma espécie de Street View dos Museus


    A Google é uma empresa da qual sou um verdadeiro fã. Desde a sua génese, o seu crescimento e a fase de maturação que fez poucas coisas de valor duvidoso, mas que já fez imensas de valor incomensurável. Uma das mais recentes, e de enorme relevo, é o Google Art Project. É um projecto executado em parceria com muitos museus de arte do mundo, e onde se pode fazer uma visita virtual, como por exemplo: Van Gogh Museum em Amsterdam, Museo Thyssen em Madrid (estive lá recentemente - é fabuloso), The State Tretyakov Gallery de Moscovo (espero visitar neste verão...), o Metropolitan Museum of  Art New York City - onde estarei ainda este mês, e muito outros. 

    Uma visita que vale bem a pena desfrutar.

    FC. Porto a pé, SL Benfica a cavalo...

    O jogo de ontem entre o FC Porto 0 - 2 SL Benfica, a contar para a 1ª mão da meia-final da Taça de Portugal, não me causou qualquer tipo de emoção. Confesso que já lá vão os tempos dos grandes jogos entre os grandes do futebol nacional em que era certo assistirmos a um verdadeiro jogo de futebol. Hoje em dia o que se vê são jogos mal jogados, com pouca crença e vontade, para alguns jogadores estar num campo de futebol ou numa passerele é praticamente a mesma coisa. E Nuno Gomes nem jogou...

    A frase do jogo foi dita por um amigo meu, com quem assisti ao jogo, Benfiquista de coração e muito inteligente - sim eles existem não é um mito...

    "Os jogadores do Porto vão a pé, os do Benfica parece que vão de cavalo..." Por momentos deixei de lado a minha saborosíssima Keler 18 e tentei prestar um pouco de atenção ao jogo, só para me inteirar se de facto o "chá de Felgueiras" continua a produzir efeito... pela observação inteligente do meu amigo sou obrigado a concluir que sim. 

    O jogo, fraco, não me prendeu a atenção. E só voltei a olhar para a televisão quando um outro amigo, este do FC Porto decidiu contribuir com uma observação pertinente:

    "Quando um jogador passa os placards de publicidade e se pendura na rede com os adeptos não deve ser admoestado com cartão amarelo?" Sim, obviamente que sim. E nesse caso Fábio Coentrão deveria ser expulso, por acumulação de amarelos aos 16m e não estaria presente no lance que deu origem ao 2-0... 
    Também os ouvi discutir que "... este lance não é penalty e este sim... até é..." Mas sinceramente aí já estava mais do que a leste e sem interesse nenhum pelo jogo. 

    O resumo do jogo foi-me dado pelo sorriso malandro do meu amigo Benfiquista, que mal cabia em si de contente, ao amigo Portista ouvi um "espero que agora acabes com as queixinhas dos árbitros..."

    Boa, digo eu, já podemos ver futebol de forma saudável?

    terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

    Couples fidèles

    “Quand je vois tous ces couples fidèles je me dis que tout le monde peut se tromper.”

    - Roland Bacri
    Sim, é a Drew Barrymore de mamas ao léu :)
    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

    Procurar na Bancada de Imprensa

    Pesquisa personalizada

    Número total de visualizações de página

    SiteMeter

    FeedBurner FeedCount

    Page Rank

    Subscribe via email

    Enter your email address:

    Delivered by FeedBurner