quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Thomas Noguchi. O médico legista dos famosos



Alguém consegue imaginar o cadáver de Marlyn Monroe, esta beleza aqui retratada? Eu não. E sou médico. E já vi muitos cadáveres.  Quem não teve problema algum em o ver e autopsiar foi Thomas Noguchi, o também chamado de médico legista dos famosos, que editou um livro este fim de semana em Espanha "Cadáveres Exquisitos" (Editora Global Rhythm Press).


Nesse livro é publicada esta imagem que mostra a actriz no seu leito de morte após ter ingerido o poderoso Nembutol, do qual era consumidora habitual. Os primeiros resultados da autópsia feita por Noguchi alimentaram teorias da conspiração ao longo dos tempos: o estômago de Monroe estava vazio, o que pode querer dizer que as drogas foram injectadas. O médico japonês reportava também uma "pequena equimose no lado esquerdo da região lombar" que "poderia indiciar violência" e que "passou despercebida na investigação".

No livro, o médico legista conhecido pela sua indiscrição não poupa pormenores (nem sequer fotografias) das mortes polémicas dos famosos que lhe passaram pelas mãos. Robert Kennedy, Sharon Tate, William Holden, Natalie Wood e Janis Joplin são alguns deles.

Do homicídio de Sharon Tate, Neguchi escreveu "Nunca na minha carreira tinha visto tal crueldade" a propósito do cenário sangrento em que encontrou o cadáver da actriz Sharon Tate e de mais três pessoas brutalmente assassinadas pela seita de Charles Manson em 1969. "A vítima mais desoladora era Sharon Tate porque estava grávida. Jazia com as pernas dobradas sobre o estômago, como se tivesse tentado proteger o filho."

O polémico Thomas Noguchi, que agora tem 84 anos, revela que encontrou fuligem no cabelo de Robert Kennedy e que "o disparo foi feito a curta distância" levantando a possibilidade de existir outro atirador além de Sirhan Sirhan. Mais um bom argumento para quem gosta de teorias de conspiração.
As revelações sobre outras autópsias como a de Janis Joplin confirma o que já se sabia, a artista morreu de overdose de heroína, depois de consumir droga "mais pura do que aquela a que estava habituada". Já o actor William Holden tropeçou e bateu com a cabeça numa mesa depois de beber uma garrafa e meia de vodka. Bêbado, não se apercebeu que o golpe de 7 cm lhe causaria uma hemorragia fatal.

A primeira edição deste livro, que eu espero ler em breve, chegou às livrarias em 1987, mas somente agora foi traduzido para Castelhano.

1 comentário:

  1. Nossa este livro é um estouro,não posso deixar de ler,tenho coleção de livros da marilyn monroe,mas este supera!

    ResponderEliminar

Escreve aqui a tua opinião, seja ela qual for.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Procurar na Bancada de Imprensa

Pesquisa personalizada

Número total de visualizações de página

SiteMeter

FeedBurner FeedCount

Page Rank

Subscribe via email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner