domingo, 7 de novembro de 2010

Postiga dura mais uma década e afinal Stojkovic é para ficar...

Não, não são quem está a pensar: o primeiro chama-se Zé e é irmão de Hélder, o segundo é sobrinho do sérvio. São as novas jóias da coroa.

A actualidade do Sporting voltou a estar marcada pelas conversas sobre os pinheiros, desta vez com Hugo Almeida, avançado português do Werder Bremen que, como o i escreveu, chegou a ser uma possibilidade antes do fecho do mercado (e que se mantém, por acabar contrato em 2011). Mas enquanto o Natal não chega, há alguns pequenos bonsais a dar nas vistas: primeiro foi Eric Dier, depois Tobias Figueiredo, agora Bruma. Acrescente-se mais dois: consegue imaginar, numa conversa de café daqui a dez anos, adeptos leoninos a elogiarem uma boa defesa de Stojkovic? E a destacar mais um golo de Postiga? Não? Mas imagine - é bem provável que esse cenário aconteça mesmo.

Vladimir Stojkovic, o guarda-redes agora emprestado ao Partizan, não deixou boas recordações na Academia - cumpre-se amanhã três anos sobre o último encontro disputado pelo Sporting na liga, antes das divergências com Bento que o afastaram das opções - mas Vladimir Stojkovic, sobrinho do sérvio e filho do antigo guardião Vladan, que passou por Ovarense e Leça (também é neto de um ex-guarda-redes), tem deixado boa impressão aos dirigentes da formação leonina.

Aos 14 anos, é tão ou mais alto do que quase metade do plantel sénior (1,80m) e, mesmo não tendo sido titular nos últimos encontros dos iniciados (há rotatividade), assume-se como uma boa promessa para a baliza. Mais: por ter nascido no Porto e ter dupla nacionalidade, a hipótese de representar a selecção nacional está de pé. Nesta altura, o Stojkovic júnior, que era um dos miúdos a abanar a lona com o símbolo da Champions em Alvalade, já não chora por ver o tio afastado mas encontra-se cada vez mais concentrado na missão de singrar de leão ao peito (assume que sempre foi do Sporting aos amigos), a ponto de passar o dia quase todo na Academia de Alcochete.

No ataque da equipa mais concretizadora do campeonato, quem brilha é José Postiga, irmão do internacional que leva quase tantos golos esta época (11) do que o ex-jogador do FC Porto desde que chegou ao Sporting. Contratado ao Varzim após destacar-se num Mundialito de sub--12 pela equipa Umbro, em Vila Real de Santo António, o caçula da família - que esteve para não vir para Lisboa por o pai achar que era demasiado cedo - mostra que, apesar dos 14 anos, é um goleador nato com características raras: alto para a idade (1,76 m), de pontapé fácil e eficaz.

As gerações dos filhos de antigos futebolistas formados no Sporting (João Moutinho, Miguel Veloso, Pereirinha ou Tiago Pinto) pareciam ameaçadas; afinal, deram apenas lugar a novas fornadas nascidas com o futebol no sangue.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Escreve aqui a tua opinião, seja ela qual for.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Procurar na Bancada de Imprensa

Pesquisa personalizada

Número total de visualizações de página

SiteMeter

FeedBurner FeedCount

Page Rank

Subscribe via email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner