quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Jaime Valdés encontrou o seu lugar no puzzle?

Muitos adeptos do Sporting devem estar confusos depois do jogo de Leiria e com uma dúvida pertinente: afinal qual é o verdadeiro Jaime Valdés? Depois de quatro meses discretos em Alvalade, o médio chileno explodiu contra os leirienses. Marcou dois golos, espalhou classe por onde passou e realizou uma exibição de luxo. Num puzzle onde continuam a faltar muitas peças, o treinador Paulo Sérgio completou o "onze" do Sporting com uma posição nova para Valdés esta época: jogar a "10", no apoio a Hélder Postiga. Terá o chileno encontrado definitivamente o seu lugar no puzzle "leonino"?

O percurso de Valdés em Itália não deixou dúvidas de que o médio é um jogador acima da média, talentoso, com grande técnica individual, desequilibrador e temível no "um-contra-um". Foram essas qualidades que motivaram o interesse do AC Milan no passado, garantiram a Valdés o lugar de titular indiscutível na Atalanta e o colocaram na lista de 30 jogadores pré-convocados do Chile para o Mundial 2010. No entanto, para quem acompanhou de perto a carreira do chileno em Itália ficou sempre a sensação de que o médio-ofensivo nunca mostrou todo potencial. E a isso não será estranho a indefinição que ainda se mantém: qual é a posição de Valdés dentro de campo?

Num plantel onde já morava um "número 10" internacional chileno (Matías Fernández), os 2,9 milhões de euros despendidos pelo Sporting na contratação de Valdés tinham como objectivo principal colmatar uma lacuna que existia no plantel "leonino" desde que Paulo Bento decretou "extremo" palavra non grata em Alvalade. E foi esse o papel entregue ao chileno: ser o dono da ala esquerda do ataque. Os resultados foram, no entanto, decepcionantes e Valdés rapidamente ganhou um lugar de actor secundário na estratégia de Paulo Sérgio. Após o jogo do passado domingo, em Leiria, numa posição mais central, parece ter renascido outro "El Pajarito" em Alvalade.

Com Matías Fernández e Liedson lesionados, Paulo Sérgio disse que não arranjava desculpas e a solução foi arrumar Valdés numa nova posição. Com mais liberdade ofensiva, jogando atrás de Hélder Postiga, o chileno mostrou ser muito mais jogador do que exibiu quando ficou preso a uma ala. O resultado final foram dois golos magníficos. O primeiro com uma excelente recepção no peito e um desvio de classe para o fundo da baliza sem deixar cair a bola no chão e o segundo com um remate fulminante de fora da área. Num ápice Valdés conseguia passar do 8 para o 80 e se até Leiria a maioria dos adeptos "leoninos" olhavam para o chileno com desconfiança, agora a expectativa subiu de forma abrupta. No final do jogo, o médio disse que esta era a partida que estava a precisar. Este também é o Valdés de que o Sporting precisa.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Escreve aqui a tua opinião, seja ela qual for.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Procurar na Bancada de Imprensa

Pesquisa personalizada

Número total de visualizações de página

SiteMeter

FeedBurner FeedCount

Page Rank

Subscribe via email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner