quarta-feira, 27 de julho de 2011

Benfica vs Trabzonspor

O Benfica joga hoje a 1ª mão da terceira pré-eliminatória da Liga dos campeões, frente ao 2º classificado do campeonato Turco. O jogo pode ser ser visto na RTP às 19:45h.

Concordo com Jorge Jesus quando este afirma que o Benfica NÃO é o favorito. Uma declaração pouco característica deste treinador, mas que se adequa perfeitamente à realidade. Afinal esta equipa com nome esquisito, não pude de deixar de reparar na ironia ZONsport(!), ficou em igualdade pontual com o campeão Turco Fenerbahçe. Mesmo sabendo que, de um lado e do outro, estão pendentes acusações de viciação de resultados...

O Benfica. O Benfica começou esta época com um manto de indefinição, pouco condizente com o estatuto de grande clube que ostenta. A previsível saída de Fábio Coentrão não foi devidamente acautelada no tempo, o seu substituto - Joan Capdevila - deveria ter sido assegurado a tempo de estar presente nesta pré-eliminatória. Esta brecha será colmatada pelo desconhecido Emerson (ou Imerson, como diz JJ...). Maxi Pereira foi convocado em pleno avião, sem ter feito um único treino até à data da mesma, Luisão chegou tarde e com o choradinho do costume [até quando é que o Benfica aguenta mais este tipo de atitudes?]. Garay é o único garante de estabilidade da defesa encarnada. Está no Benfica há dias.

No meio-campo as coisas estão bem mais definidas, Carlos Martins não consta da lista enviada à UEFA, mas regista-se a entrada de Nolito, Matic, Enzo Perez, Bruno César, Witsel, David Simão e Rúben Pinto. Os benfiquistas dizem que há muito tempo que a qualidade e a quantidade não se conjugavam de forma tão perfeita. Sinceramente, pelo que vi, que foi pouco, arrisco a dizer que Bruno César vai dar tanto como deu Filipe Menezes, Matic tem o lugar tapado por Javi Garcia, Nolito tem qualidade (mas não é craque) Enzo Perez tem atitude mas ainda não está bem enquadrado, Witsel seria a grande contratação se não existisse Aimar, mas poderá jogar descaído para um flanco (algo que ele diz que não gosta). É também um jogador agressivo, no bom e no mau sentido. Os dois portugueses confesso que pouco conheço, não sei se a sua permanência não se deve à obrigatoriedade de cumprir com as cotas de "jogadores formados no clube".

No ataque as coisas permanecem na mesma - Cardozo, Saviola e Jara - o que sinceramente acho que é muito pouco. O selo de qualidade de Cardozo e Saviola deve-se manter, mas Jara não consegue atingir os patamares mínimos para ser uma alternativa credível aos seus companheiros. Mas enquanto não chegam reforços, e certamente que estão para chegar, o Benfica tem de fazer este jogo com estas armas.

Será que o Benfica está preparado para este desafio? Não terão os seus responsáveis demorado demasiado tempo na definição deste Benfica 2010/2011? E este Trabzonspor, que diz que vem para dar espectáculo, é assim tão forte como se imagina?

Amanhã cá estarei para o balanço... 

PS: Faltou falar do Guarda-Redes, a questão da diferença de qualidade é tão óbvia que dispensava perfeitamente estas linhas. Sempre disse, e mantenho, que Artur é um óptimo Guarda-Redes. Neste aspecto o Benfica não falhará, como falhou, com estrondo, na época passada...





Sem comentários:

Enviar um comentário

Escreve aqui a tua opinião, seja ela qual for.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Procurar na Bancada de Imprensa

Pesquisa personalizada

Número total de visualizações de página

SiteMeter

FeedBurner FeedCount

Page Rank

Subscribe via email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner