sábado, 17 de março de 2012

As notícias sobre o meu desaparecimento são manifestamente exageradas (*)

Longos são os dias, desde a última vez que aqui escrevia com alguma frequência. Há uma razão muito simples para isso. Eu e a TM temos um problema muito grave por resolver. Este facto tem consumido, justificadamente, muito do meu tempo e energia. Mas não se alertem, estamos a fazer tudo para que a nossa vida se normalize. Fazendo um ponto da situação, neste momento estamos a viver em Vitoria Gasteiz (sabiam que é a Capital Verde Europeia de 2012?), mas possivelmente em breve, devido à natureza do problema a resolver, voltaremos aos Estados Unidos. 

Não aqui nenhum drama. É o que é, e como disse, em breve as coisas irão normalizar.

Outra coisa. A vida de casado é óptima, se eu soubesse disso antes já me tinha casado há mais tempo. Sim, já vivíamos juntos há anos, mas, e por incrível que pareça, há qualquer coisa de mágico com o casamento. Não me perguntem o quê, que eu não sei explicar e, sinceramente, nunca pensei que poderia sentir este encantamento. Mas adiante.

Como não sei nem quando, nem em que circunstâncias, voltarei a dar notícias decidimos deixar aqui um pouco de nós. A sugestão é da TM, que diz que eu gosto mais de Portugal, do que Portugal merece. É verdade. Vamos lá então entrar no espírito? Comecemos então por este vídeo de uma música que leva a TM à loucura (aquele miúdo que dá pontapés na atmosfera é o Eneko, irmão da TM).


Partilho aqui uma foto, do México, onde fomos na Lua de Mel. Doces e suaves dias, eternos na memória e quando ainda não havia nenhuma sombra a pairar sobre o nosso futuro.

O prelúdio de uma noite bem regada

Com a nossa cadela, Indy, que há anos nos acompanha, sempre fiel, companheira e amiga. Os três formamos uma família unida.

Um passeio na "nossa" praia em Gorliz


A TM sempre teve uma especial tendência para a dramatização. Não no dia-a-dia, onde sempre revelou um pragmatismo assinalável, mas sim naqueles momentos de descompressão, nos nossos passeios e nos nossos sonhos. Eis como um simples passeio no Rio Nervión, o nosso favorito para os piqueniques, se transforma num palco para a TM.

Passeio na ria de Bilbao

Ao longo de todo este tempo que aqui escrevi, penso que transpareceu o meu gosto pela fotografia, gosto esse que já consegui transmitir à TM.

Aqui sou eu o alvo (pensava ela)

Quando a nuvem negra começou a pairar sobre nós, a 1ª coisa que a TM me pediu foi "Xavier, por favor, quero fazer um ensaio fotográfico contigo, para que jamais me esqueças". [Verti as primeiras lágrimas ao fim de muitos anos]. Eis uma pequena amostra do resultado final.

A "escultura humana" [TM y Xavier]

Os tempos são de alguma dureza, difíceis de enfrentar, mas mesmo assim, mesmo com um medo projectado pelo meu sorriso, o olhar cândido da TM revigora-me. E dá-nos força para continuar a lutar.

O olhar. Uma outra forma de acreditar, no 1º dia do resto das nossas vidas

Eis o que se tem passado, em resumo, nestes últimos meses. Diz-me a TM que ela está espalhada pelo blog inteiro, mas "... fotografias tuas nem vê-las, os teus leitores vão se sentir defraudados". Muito bem, não seja por isso, aqui fica uma foto minha, com a minha mãe, o meu pai e a minha tia. É, já desde novo tinha um fetiche por máscaras.

Pequeno Xavier, Orleães, 1979
Assim vai a vida amigos, sem drama, mas com muitas preocupações. Estamos a tentar canalizar todas as nossas forças para que algo de bom ainda venha a revelar-se. Para já, e apesar de tudo, somos muitos felizes.

(*) alusão à frase de Mark Twain [As notícias sobre a minha morte são manifestamente exageradas], que ao longo da minha vida tem sido um dos meus principais mentores. E de quem a minha mami diz que, por osmose, ou algo que o valha, herdei uma parte do carácter.

PS(1): Cada dia que passa escrevo pior em Português. Desculpem.

PS(2): Estou atento a vocês, Manuel Humberto, Márcio Guerra e Miguel Lima. E tanto quanto julgo saber tudo vos corre muito bem. Talvez um dia também eu tenha o privilégio de ser pai.

7 comentários:

  1. Um grande abraço DUX XXI.
    Parabéns pelas sensações que as palavras espelham, e porque não, parabéns pela 'pentagonal' vitória:
    Athletic nos quartos.
    Athletic na final (Copa do Rei de Espanha).
    AA Coimbra na final (Copa Portuguesa).
    Sporting na final (Copa Portuguesa).
    Sporting nos quartos.
    Não és do Sporting, sabemos, mas ao mesmo tempo és. Para nós, és.

    A Indy é lindíssima. A Indy, reitero ... e tu bom, sempre foste um indivíduo bonito: o Sporting, numa medida, ou nós, seus adeptos, agradecemos-te.

    Quando à Bancada, não te preocupes: O "Mister", JL, tem chegado e sobrado para as encomendas. E mais uma vez, nós, camaradas de clube, muito agradecemos. Nós, na nossa "Bancada" em particular, também agradecemos, uma vez que se bem recordas ela "só" apareceu porque alguém a "empurrou". Tu, há uns largos meses, facto que muitos (ninguém) des(conhece)m.

    ps,
    "Indy", nome do cão do Indiana Jones, pormenor interessante que diz alguma coisa sobre ti.

    Um gigante abraço e vivas ao eixo DUX-TM-INDY. Continuação de boas e muitas felicidades e que o "problema" se resolva, seja ele qual for. Avisa quando nascerem rebentos e se algum for rapaz, dou-te permissão para que o chames de Manuel Humberto. Estou a brincar, chama-o de Volfswinkel. Xavier Ricky von Sá y Pinto. Chama-o assim ...
    Se for menina, Alvalade: Joana Alvalade, Ana Centenária com um 1906 no fim, ou Amaya (caso o nome seja Basco) Sporting. Amaya Sporting, simplesmente. As possibilidades são limitadas, só nunca chames por favor a abençoada menina de algo como Solange do Benfika, Kátia Artur, Karla Saviola; os benfiquistas têm o hábito de usar para os filhos nomes de futebolistas do Benfica. Acho até muito bem, mas tem um preço: se o fizeres ele crescerá muito gorda e do Benfika.

    Será uma gorda do Benfika.

    Muito má, invejosa, mesquinha, feia analfabruta gorda do Benfica. Pensa se é isso que queres para a tua vida, quem te avisa teu amigo é ...

    ResponderEliminar
  2. Óh DUX, venho cá, respondo a uns leitores (temos novos e bons leitores, já agora!) e depois vejo este post... fiquei sem respiração. E de pensar que te chateei com coisas tão pouco importantes. Tu sabes que não é preciso dizer isto, mas, cá vai:

    Qualquer coisa, mas mesmo qualquer coisa que necessites, é só dizeres.

    Os meus pensamentos, positivos, estão com vocês.

    ResponderEliminar
  3. Caríssimo e caríssimos,

    Não tenho cá vindo, mas nem ao meu tenho ido, sou sincero, bem como tenho falhado com as minhas presenças nos blogs de vários outros amigos.

    O teu texto é, à tua maneira, explícito de ti, de vós, e faz uma pessoa sentir-se impotente quanto ao resto e a uma possível ajuda que queira dar. Por isso, resta-me deste lado «fazer força» para que tudo corra bem, ou pelo melhor, pelo menos, e que daqui a algum tempo sejam apenas memórias passadas, mas resolvidas a bem. O texto emociona um pouco, por isso fico-me por aqui também.

    Grande abraço, muita, muita força, nós daqui fazemos também a nossa vossa força!

    Márcio Guerra e companhia!

    ResponderEliminar
  4. Já agora, um cunhado meu, que também teve uns azares na vida, deu ao seu primeiro filho (nascido) o nome de Leandro, por causa do Sporting ter lá tido um jogador com esse nome!

    Abraço mais uma vez!

    Márcio Guerra

    ResponderEliminar
  5. As notícias sobre que cada dia que passa escreves pior em Português são manifestamente exageradas...

    ResponderEliminar
  6. @ dux | xAvier

    forte abr@ço Amigo.
    sem desprimor para o JL Martins, este é o teu espaço, motivo pelo qual as minhas visitas têm sido esporádicas.

    ps:
    a paternidade é um sentimento indescritível.
    quando formos ao País Basco (provavelmente em 2013) terei todo o prazer em te mostrar o Guilherme para perceberes do que (não) escrevo ;)

    ResponderEliminar

Escreve aqui a tua opinião, seja ela qual for.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Procurar na Bancada de Imprensa

Pesquisa personalizada

Número total de visualizações de página

SiteMeter

FeedBurner FeedCount

Page Rank

Subscribe via email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner