quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Pressão Alta, crónica de Rui Santos: Sport Luanda e Benfica

As relações do Sport Lisboa e Benfica com Angola já são por demais conhecidas. Já se sabe que o presidente da agremiação Benfiquista tem os seus interesses neste território. O inverso também acontece, Angola e os seus altos dirigentes têm estabelecido uma parceria com o presidente encarnado, ajudando-o muitas vezes. A questão que não se pode deixar de fazer: Numa altura que a equipa necessita de se concentrar ao máximo na Liga Zon/Sagres, onde está uns degraus qualitativos atrás do rival Futebol Clube do Porto, faz sentido deslocar-se a Angola «na máxima força» para realizar um jogo amigável?

Segue-se a crónica do jornalista Rui Santos, do dia 28 de Outubro de 2010, relativa ao jogo que o Sport Lisboa e Benfica vai realizar em Angola. 


SPORT LUANDA E BENFICA 

Não está em causa nem o respeito por Angola nem o apreço pelos angolanos. Tem sido óbvia, todavia, a preocupação do atual presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira (LFV), em manter viva a relação do país liderado por José Eduardo dos Santos. Ou através de recorrentes deslocações a Luanda ou através da projeção da imagem de Mantorras enquanto “símbolo” e não enquanto jogador. Porquê?

Surge agora a declaração de LFV segundo a qual “o Benfica apresentar-se-á na máxima força” no jogo a realizar no dia 10 de novembro, inserido nas comemorações dos 35 anos de independência daquele país africano. Não sendo despiciendo, as relações diplomáticas (no plano desportivo) que os clubes podem e devem manter com os seus congéneres, designadamente no âmbito dos Palop, “por razões históricas” e não sendo LFV presidente da República, o que pode justificar um tão eminente relacionamento, quando o Benfica está empenhado em revalidar o seu título de campeão nacional, as dificuldades têm sido maiores do que se esperava e não deveria haver qualquer tipo de distração em relação ao foco principal, com o desgaste concomitante, ainda por cima sob a promessa (presidencial) de que o “Benfica apresentar-se-á na máxima força?”

Diz-se, à boca pequena, que são importantes os interesses de LFV em Angola. Poderão sê-lo, com toda a legitimidade. Diz-se, também, que interesses angolanos em Portugal podem ter passagem pelo Benfica. É nestes pontos que, sem dramatismos, se impõe o esclarecimento. Onde começam e acabam os interesses empresariais do cidadão Luís Filipe Vieira? Onde começam e acabam os interesses do Benfica nesta forte relação com Angola? A popularidade (agora minguada) de Mantorras não justifica tudo. A vocação diplomática dos clubes de futebol, enquanto embaixadores do país, também não. Principalmente quando o Benfica se vê em “palpos de aranha” para fazer a aproximação ao FC Porto. Seja qual for o resultado no Dragão, esta deslocação não deixa de ser inoportuna.

Vejamos: a viagem a Luanda acontece logo a seguir ao jogo no Dragão. Se o Benfica perder, dá a sensação que esta deslocação estava embrulhada numa atempada “confissão de incapacidade” para vencer o FC Porto. Se empatar ou ganhar, o Benfica tem de cerrar fileiras no sentido de dar “tudo por tudo” para alcançar e ultrapassar o seu rival. Algo não bate certo. Até porque a declaração segundo a qual se pode inferir que existe um compromisso para que a equipa faça alinhar os principais jogadores (seria ridículo colocá-los de início para alinharem 5, 10, 15 ou 20 minutos), não deveria ter sido proferida pelo presidente; é uma competência da equipa técnica e certamente LFV não estará a pensar em despedir Jorge Jesus “por desobediência”.

Era o que faltava, substituir o “Sport Lisboa e Benfica” pelo “Sport Luanda e Benfica”. SLB, em todo o caso. Lá vai Jesus ter de gerir...

NOTA: Alguém tem dúvidas de que, sob o manto do fair play, a FIFA tem sido grande responsável pela corrupção que fere de morte a credibilidade do futebol?!

NOTA 1: Agora o secretário de Estado do Desporto não diz nada sobre a natureza da intervenção das associações no processo de indicação de uma lista para o Conselho de Justiça? Tanta ética, tanto moralismo, tanto legalismo – e agora?!... – silêncio?

1 comentário:

Escreve aqui a tua opinião, seja ela qual for.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Procurar na Bancada de Imprensa

Pesquisa personalizada

Número total de visualizações de página

SiteMeter

FeedBurner FeedCount

Page Rank

Subscribe via email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner