sexta-feira, 29 de abril de 2011

Venlo contrata um "jogador" de ... 18 meses, baseado num vídeo



O inglês Stanley Matthews assinou o primeiro contrato profissional com o Stoke City aos 17 anos. Pelé foi atraído para os escalões da formação do Santos com 15 anos, e com dez anos Maradona destacou-se como uma estrela à vista de um olheiro do Argentinos Juniors. Messi, o melhor jogador do mundo da actualidade, mudou-se de um clube de bairro para o Newell''s Old Boys com apenas oito anos, antes de rumar à Catalunha numa altura em que tinha apenas 13 anos.

O modelo de negócio no futebol actual assim obriga. Hoje em dia, os clubes não podem esperar que os talentos sejam formados por outros para depois serem obrigados a gastar milhões de euros que não têm para contar com os melhores jogadores do mundo. Em Portugal, os grandes da formação não são excepção. O número de estrangeiros é cada vez maior porque Sporting, Benfica e FC Porto não têm capacidade financeira para lutar contra os tubarões da Europa pelos jovens talentos. Ontem, o FC Porto foi campeão nacional de juniores e o ganês Christian Atsu foi uma das referências. Em Março de 2005, foi o Sporting a dar um passo a pensar no futuro com a contratação de um romeno de dez anos, chamado Cristian Ponde, que jogava no Olhanense. Cada vez mais, a máxima reinante baseava-se na juventude, na margem de progressão e no magnífico retorno que o jogador pode dar no futuro.

O passo seguinte foram as redes sociais e os vídeos no YouTube. Os holandeses do Venlo (17.º e penúltimo classificado do campeonato holandês) bateram todos os recordes e esperam agora que tenham um novo Messi na sua formação. Para já, o argentino e a nova estrela da formação do Venlo, Baerke van der Meij, têm uma coisa em comum: chegaram numa altura em que ainda eram pequenos. Van der Meij, contudo, tem uma desculpa: só tem 18 meses.

O processo de recruta foi muito simples. O pai da criança decidiu pôr um vídeo de algumas habilidades do rebento na internet. Nele, pode ver-se Baerke a chutar com o pé direito uma bola para dentro de uma caixa de brinquedos. A partir daí, as duas partes chegaram a um acordo de dez anos e tudo indica que o jogador tenha sido representado pelo pai. A duração do contrato foi considerada simbólica, mas ainda assim o Venlo emitiu um comunicado: "A posição favorita do jovem ainda não foi determinada, mas estamos seguros em afirmar que se trata de um jogador destro com uma excelente técnica de remate, perseverança e, mais importante que tudo, tem os genes de futebolista por causa do avô [que também terá sido jogador]."

A acção poderá limitar-se a uma estratégia de marketing, mas o vídeo chega para impressionar alguns.

Fonte: Jornal i 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Escreve aqui a tua opinião, seja ela qual for.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Procurar na Bancada de Imprensa

Pesquisa personalizada

Número total de visualizações de página

SiteMeter

FeedBurner FeedCount

Page Rank

Subscribe via email

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner